atividades AULA avaliação

Banco de Questões de Geografia

Quando vou para Minas, gosto de ficar de pé, contra a [vidraça do carro1,vendo o subúrbio passar.
O subúrbio todo se condensa para ser visto depressa,com medo de não repararmos suficientemente em suas luzes que mal têm tempo de brilhar.
A noite como o subúrbio e logo o devolve,
ele reage, luga, se esforça, até que vem o campo onde pela manhã repontam laranjais e à noite só existe a tristeza do Brasil.

1: carro: vagão ferroviários para passageiros.

Carlos Drummond de Andrade, Sentimento do mundo, 1940.

Segundo o crítico e historiador da literatura Antonio Candido de Mello e Souza, justamente na década que presumivelmente corresponde ao período de elaboração do livro a que pertence o poema, o modo de se conceber o Brasil havia sofrido “alteração marcada de perspectivas”. A leitura do poema de Drummond permite concluir corretamente que, nele, o Brasil não mais era visto como país

a) agrícola (fornecedor de matéria-prima), mas como industrial (produtor de manufaturados).
b arcaico (retardatário social e economicamente) mas, sim, percebido como moderno (equiparado aos países mais avançados).
c) provinciano (caipira, localista) mas, sim, cosmopolita (aberto aos intercâmbios globais).
d) novo (em potência, por realizar-se), mas como subdsenvolvido (marcado por pobreza e atrofia).
e) rural (sobretudo camponês), mas como suburbano (ainda desprovido de processos de urbanização).

 

Na atualidade, o número de pessoas atingidas por desastres naturais, no mundo, vem aumentando. Em 2012, foram registrados 905 grandes eventos desse tipo no planeta.

Esses eventos podem ser de natureza geofísica, climática, meteorológica e hidrológica, entre outras.

Münchener Rückversicherungs-Gessellchaft, Geo Risks Research, 2012. Adaptado.Münchener Rückversicherungs-Gessellchaft, Geo Risks Research, 2012. Adaptado.

No mapa acima, estão indicadas áreas mais suscetíveis à ocorrência de alguns tipos de desastres naturais.

A área assinalada no mapa e os fenômenos mais suscetíveis de nela ocorrer estão corretamente indicados em:

a)  1: Terremoto e vulcanismo intensos, com presença de falhas ativas resultantes do encontro da placa do Pacífico com a da América do Norte.

 

b) 2: Entradas de fortes ondas de frio, provenientes do avanço de massas de ar árticas, provocando o congelamento do lençol freático.

 

c) 3: Longos períodos de estiagem, com incêndios florestais e tempestades elétricas resultantes da ocorrência de centros de alta pressão estacionários.

 

d) 4: Formação de tufões, que são centros de muito baixa pressão e grande mobilidade, responsáveis por fortes vendavais, em regiões litorâneas.

 

e) 5: Fortes tormentas concentradas no verão, consequência da entrada de frentes frias, com ocorrência de deslizamentos de terra e queda brusca de temperatura.

 

Tópicos desta questão: Geografia

55 (FUVEST 2014 – Primeira Fase)

O local e o global determinam-se reciprocamente, umas vezes de modo congruente e consequente, outras de modo desigual e desencontrado. Mesclam-se e tensionam-se singularidades, particularidades e universalidades. Conforme Anthony Giddens, “A globalização pode assim ser definida como a intensificação das relações sociais em escala mundial, que ligam localidades distantes de tal maneira que acontecimentos locais são modelados por eventos ocorrendo a muitas milhas de distância e vice-versa. Este é um processo dialético porque tais acontecimentos locais podem se deslocar numa direção inversa às relações muito distanciadas que os modelam. A transformação local é, assim, uma parte da globalização”.

Octávio Ianni, Estudos Avançados. USP. São Paulo, 1994. Adaptado.

Neste texto, escrito no final do século XX, o autor refere-se a um processo que persiste no século atual. A partir desse texto, pode-se inferir que esse processo leva à

a) padronização da vida cotidiana.
b) melhor distribuição de renda no planeta.
c)  intensificação do convívio e das relações afetivas presenciais.
d) maior troca de saberes entre gerações.
e) retração do ambientalismo como reação à sociedade de consumo.

 

Tópicos desta questão: Geografia
54 (FUVEST 2014 – Primeira Fase)

O gráfico abaixo exibe a distribuição percentual do consumo de energia mundial por tipo de fonte

Statistical Review of World Energy, 2012.
Statistical Review of World Energy, 2012.

Com base no gráfico e em seus conhecimentos, identifique, na escala mundial, a afirmação correta.

a) A queda no consumo de petróleo, após a década de 1970, é devida à acentuada diminuição de sua utilização no setor aeroviário e, também, à sua substituição pela energia das marés.
b) O aumento relativo do consumo de carvão mineral, a partir da década de 2000, está relacionado ao fato de China e Índia estarem entre os grandes produtores e consumidores de carvão mineral, produto que esses países utilizam em sua crescente industrialização.
c) A participação da hidreletricidade se manteve constante, em todo o período, em função da regulamentação ambiental proposta pela ONU, que proíbe a implantação de novas usinas.
d) O aumento da participação das fontes renováveis de energia, após a década de 1980, explica-se pelo crescente aproveitamento de energia solar, proposto nos planos governamentais, em países desenvolvidos de alta latitude.
e) O aumento do consumo do gás natural, ao longo de todo o período coberto pelo gráfico, é explicado por sua utilização crescente nos meios de transportes, conforme estabelecido no Protocolo de Cartagena.

 

Tópicos desta questão: Geografia

53 (FUVEST 2014 – Primeira Fase)

Observe no mapa da distribuição dos drones (veículos aéreos não tripulados) norte-americanos na África e no Oriente Médio.

O Estado de S. Paulo, 24/05/2013, Adaptado

O Estado de S. Paulo, 24/05/2013, Adaptado

Em suas declarações, o governo norte-americano justifica o uso dos drones, principalmente, como

  1. proteção militar a países com importantes laços econômicos com os EUA, principalmente na área de minerais raros.
  2. necessidade de proteção às embaixadas e outras legações diplomáticas norte-americanas em países com trajetória comunista.
  3. meio de transporte para o envio de equipamentos militares ao Irã, com a finalidade de desmonte das atividades nucleares.
  4. um dos pilares de sua estratégia de combate ao terrorismo, principalmente em regiões com importante atuação tribal/terrorista.
  5. reforço para a megaoperação de espionagem, executada em 2013, que culminou com o asilo de Snowden na Rússia.

 

Tópicos desta questão: Geografia

52 (FUVEST 2014 – Primeira Fase)

Considere as anamorfoses:

M. E. Simielli, Geoatlas, 2013.M. E. Simielli, Geoatlas, 2013.

As condições da produção agrícola, no Brasil, são bastante heterogêneas, porém alguns aspectos estão presentes em todas as regiões do País.

Nas anamorfoses acima, estão representadas formas de produção agrícola das diferentes regiões administrativas.

Assinale a alternativa que contém, respectivamente, a produção agrícola representada em I e em II.

  1. De subsistência e patronal.
  2. Familiar e itinerante.
  3. Patronal e familiar.
  4. Familiar e de subsistência.
  5. Itinerante e patronal.

 

Tópicos desta questão: Geografia

51 (FUVEST 2014 – Primeira Fase)

A região do médio Vale do São Francisco, nos estados da Bahia e Pernambuco, tem sido, desde a década de 1980, uma das mais importantes zonas agrícolas fruticultoras, no País. Por exemplo, o total da produção dos municípios de Juazeiro, Petrolina, Santa Maria da Boa Vista e Curaçá ultrapassa 550.000 toneladas anuais, sendo que destas, as produções de uva e manga são as principais.

IBGE, Pesquisa Agrícola Municipal, 2005.

Com base nas informações do texto e em seus conhecimentos, identifique a predominância das características do clima, do solo e do manejo agrícola responsáveis pela excelente produtividade da região nele mencionada

1.Curtos períodos de estiagem no inverno, com chuvas bem distribuídas nas demais estações do ano, solos bem drenados e práticas de terraceamento.
2.Prolongados períodos de estiagem no verão, com chuvas concentradas no inverno, solos ricos em nutrientes e práticas eficientes de irrigação.
3.Prolongados períodos de estiagem no verão, com chuvas concentradas no inverno, solos bem drenados e extensas áreas com adubação orgânica.
4.Curtos períodos de estiagem no inverno, com chuvas bem distribuídas nas demais estações do ano, solos aluviais e extensas áreas de adubação orgânica.
5.Ausência de períodos de estiagem, com chuvas bem distribuídas ao longo de todo o ano, solos ricos em nutrientes e prática de terraceamento.

 

Tópicos desta questão: Geografia

50 (FUVEST 2014 – Primeira Fase)

Considere a tabela abaixo.

Assassinatos de Indígenas no Brasil e no Mato Grosso do Sulwww.cimi.org.br. Acessado em 10/07/2013.http://www.cimi.org.br. Acessado em 10/07/2013.

Com base na tabela e em seus conhecimentos, está correto o que se afirma em:

1.Mato Grosso do Sul é o estado que concentra o maior número de indígenas no País, segundo o Censo Demográfico 2010, o que explica o percentual elevado de sua participação no número total de indígenas assassinados.

2.A quantidade de indígenas assassinados no País diminuiu, principalmente, no Mato Grosso do Sul, em função do maior número de homologações de terras indígenas, efetivadas por pressão da bancada ruralista no Congresso Nacional.

3.No Mato Grosso do Sul, a maior parte dos conflitos que envolvem indígenas está relacionada com projetos de construção de grandes usinas hidrelétricas.

4.O grande número de indígenas assassinados no Mato Grosso do Sul explica-se pelo avanço da atividade de extração de ouro em terras indígenas.

5.No período abrangido pela tabela, a participação do Mato Grosso do Sul no total de indígenas assassinados é muito alta em consequência, principalmente, de disputas envolvendo a posse da terra.

 

Tópicos desta questão: Geografia

49 (FUVEST 2014 – Primeira Fase)

Considere o mapa do IDHM – Renda (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal – Renda) da região Sudeste.

PNUD, IPEA e FJP, Atlas do desenvolvimento humano no Brasil, 2013. Adaptado.PNUD, IPEA e FJP, Atlas do desenvolvimento humano no Brasil, 2013. Adaptado.

A leitura do mapa permite identificar que o IDH – Renda, no Sudeste, é, predominantemente,

1.alto no Vale do Paraíba do Sul e no Vale do Jequitinhonha.
2.médio no Polígono das Secas e no Vale do Aço mineiro.
3.baixo no Pontal do Paranapanema e no norte do Espírito Santo.
4.baixo no Polígono das Secas e no Vale do Jequitinhonha.
5.médio na área petrolífera da Bacia de Campos e no Triângulo Mineiro.

 

Tópicos desta questão: Geografia

48 (FUVEST 2014 – Primeira Fase)

Leia o texto sobre os pedidos de exploração de minérios no Vale do Ribeira – SP.

O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) registrou em 2012 um recorde de pedidos de mineração no Vale do Ribeira, região sul do Estado de São Paulo. Entre os processos que foram abertos, encontram-se pedidos para pesquisa, licença ou concessão de lavras que vão desde calcário até minérios nobres como níquel, prata e ouro.

O DNPM concedeu 422 autorizações para pesquisas minerais na região, sendo que 112 já tiveram autorizadas as extrações de minérios.

O Estado de S. Paulo, 01/07/2013. Adaptado.

Essa exploração poderá afetar o meio físico e a ocupação humana tradicional dessa região, caso regras de controle não sejam rigorosamente estabelecidas e cumpridas. Assinale a alternativa que indica as áreas onde interferências negativas poderão ocorrer.

Predomínio da estrutura geológica Significativa ocupação humana tradicional
A Dobramentos do Cenozoico Quilombola
B Escudo do Brasil Central Indígena
C Escudo Atlântico Caiçara
D Escudo do Brasil Central Caiçara
E Dobramentos do Atlântico Quilombola
A
B
C
D
E
Tópicos desta questão: Geografia

47 (FUVEST 2014 – Primeira Fase)

Estas fotos retratam alguns dos tipos de formação vegetal nativa encontrados no território nacional.

Correlacione as formações vegetais retratadas nas fotos às áreas de ocorrência indicadas nos mapas abaixo.

Tópicos desta questão: Geografia

65 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

Suponha que você seja um consultor e foi contratado para assessorar a implantação de uma matriz energética em um pequeno país com as seguintes características: região plana, chuvosa e com ventos constantes, dispondo de poucos recursos hídricos e sem reservatórios de combustíveis fósseis.

De acordo com as características desse país, a matriz energética de menor impacto e risco ambientais é a baseada na energia

 

  1. dos biocombustíveis, pois tem menos impacto ambiental e maior disponibilidade.
  2. solar, pelo seu baixo custo e pelas características do país favoráveis à sua implantação.
  3. nuclear, por ter menos risco ambiental a ser adequada a locais com menor extensão territorial,
  4. hidráulica, devido ao relevo, à extensão territorial do país e aos recursos naturais disponíveis.
  5. eólica, pelas características do país e por não gerar gases do efeito estufa nem resíduos de operação.

 

Tópicos desta questão: Geografia

43 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

De repente, sente-se uma vibração que aumenta rapdamente; lustres balançam, objetos se movem sozinhos e somos invadidos pela estranha sensação de medo do imprevisto. Segundos parecem horas, poucos minutos são uma eternidade. Estamos sentindo os efeitos de um terremoto, um tipo de abalo sísmico.

ASSAD, L. Os (não tão) imperceptíveis movimentos da Terra. ComCiência: Revista Eletrônica de Jornalismo Científico, n.º 117, abr. 2010. Disponível em: http://comciencia.br. Acesso em: 2 mar. 2012.

O fenômeno físico descrito no texto afeta intensamente as populações que ocupam espaços próximos às áreas de

  1. alívio da tensão geológica.
  2. desgaste da erosão superficial.
  3. atuação do intemperismo químico.
  4. formação de aquíferos profundos.
  5. acúmulo de depósitos sedimentares.

 

Tópicos desta questão: Geografia

41 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

A partir dos anos 70, impõe-se um movimento de desconcentração da produção industrial, uma das manifestações do desdobramento da divisão territorial do trabalho no Brasil. A produção industrial torna-se mais complexa, estendendo-se, sobretudo, para novas área do Sul e para alguns pontos do Centro-Oeste, do Nordeste e do Norte.

SANTOS, M.; SILVEIRA, M. L. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. Rio de Janeiro: Record, 2002 (fragmento).

Um fator geográfico que contribui para o tipo de alteração da configuração territorial descrito no texto é:

  1. Obsolescência dos portos.
  2. Estatização de empresas.
  3. Eliminação de incentivos fiscais.
  4. Ampliação de políticas protecionistas.
  5. Desenvolvimento dos meios de comunicação.

 

Tópicos desta questão: Geografia

39 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

A moderna “conquista da Amazônia” inverteu o eixo geográfico da colonização da região. Desde a época colonial até meados do século XIX, as correntes principais de população movimentaram-se no sentido Leste-Oeste, estabelecendo uma ocupação linear articulada. Nas últimas décadas, os fluxos migratórios passaram a se verificar no sentido Sul-Norte, conectando o Centro-Sul à Amazônia.

OLIC, N. B. Ocupação da Amazônia, uma epopeia inacabada. Jornal Mundo, ano 16, n. 4, ago. 2008 (adaptado).

O primeiro eixo geográfico de ocupação das terras amazônicas demonstra um padrão relacionado à criação de

  1. núcleos urbanos em áreas litorâneas.
  2. centros agrícolas modernos no interior.
  3. vias férreas entre espaços de mineração.
  4. faixas de povoamento ao longo das estradas.
  5. povoados interligados próximos a grandes rios.
Tópicos desta questão: Geografia

37 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

A interface clima/sociedade pode ser considerada em termos de ajustamento à extensão e aos modos como as sociedades funcionam em uma relação harmônica com seu clima. O homem e suas sociedades são vulneráveis às variações climáticas. A vulnerabilidade é a medida pela qual uma sociedade é suscetível de sofrer por causas climáticas.

AYOADE, J. O. Introdução a climatologia para os trópicos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010 (adaptado).

Considerando o tipo de relação entre ser humano e condição climática apresentado no texto, uma sociedade torna-se mais vulnerável quando

  1. concentra suas atividades no setor primário.
  2. apresenta estoques elevados de alimentos.
  3. possui um sistema de transportes articulado.
  4. diversifica a matriz de geração de energia.
  5. introduz tecnologias à produção agrícola.

 

Tópicos desta questão: Geografia

36 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

Texto I

Ao se emanciparem da tutela senhorial, muitos camponeses foram desligados legalmente da antiga terra. Deveriam pagar, para adquirir propriedade ou arrendamento. Por não possuírem recursos, engrossaram a camada cada vez maior de jornaleiros e trabalhadores volantes, outros, mesmo tendo propriedade sobre um pequeno lote, suplementavam sua existência com o assalariamento esporádico.

MACHADO, P. P. Política e colonização no Império. Porto Alegre: EdUFRGS, 1999 (adaptado).

Texto II

Com a globalização da economia, ampliou-se a hegemonia do modelo de desenvolvimento agropecuário, com seus padrões tecnológicos, caracterizando o agronegócio. Essa nova face da agricultura capitalista também mudou a forma de controle e exploração da terra. Ampliou-se, assim, a ocupação de áreas agricultáveis e as fronteiras agrícolas se estenderam.

SADER, E.; JINKINGS, I. Enciclopédia Contemporânea da América Latina e do Caribe. São Paulo: Boitempo, 2006 (adaptado).

Os textos demonstram que, tanto na Europa do século XIX quanto no contexto latino-americano do século XXI, as alterações tecnológicas vivenciadas no campo interferem na vida das populações locais, pois

  1. induzem os jovens ao estudo nas grandes cidades, causando o êxodo rural, uma vez que formados, não retornam à sua região de origem.
  2. impulsionam as populações locais a buscar linhas de financiamento estatal com o objetivo de ampliar a agricultura familiar, garantindo sua fixação no campo.
  3. ampliam o protagonismo do Estado, possibilitando a grupos econômicos ruralistas produzir e impor políticas agrícolas, ampliando o controle que tinham dos mercados.
  4. aumentam a produção e a produtividade de determindas culturais em função da intensificação da mecanização, do uso de agrotóxicos e cultivo de plantas transgênicas.
  5. desorganizam o modo tradicional de vida impelindo-as à busca por melhores condições no espaço urbano ou em outros países em situações muitas vezes precárias.
Tópicos desta questão: Geografia

35 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

A irrigação da agricultura é responsável pelo consumo de mais de 2/3 de toda a água retirada dos rios, lagos e lençóis freáticos do mundo. Mesmo no Brasil, onde achamos que temos muita água, os agricultores que tentam produzir alimentos também enfrentam secas periódicas e uma competição crescente por água.

MARAFON, G. J. et. al. O desencanto da terra: produção de alimentos, ambiente e sociedade. Rio de Janeiro: Garamond, 2011.

No Brasil, as técnicas de irrigação utilizadas na agrcultura produziram impactos socioambientais como

  1. redução do custo de produção.
  2. agravamento da poluição hídrica.
  3. compactação do material do solo.
  4. aceleração da fertilização natural.
  5. redirecionamento dos cursos fluviais.
Tópicos desta questão: Geografia

34 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

As plataformas ou crátons correspondem aos terrenos mais antigos e arrasados por muitas fases de erosão. Apresentam uma grande complexidade litológica, prevalecendo as rochas metamórficas muito antigas (Pré- Cambriano Médio e Inferior). Também ocorrem rochas intrusivas antigas e resíduos de rochas sedimentares. São três as áreas de plataforma de crátons no Brasil: a das Guianas, a Sul-Amazônica e a São Francisco.

ROSS, J. L. S. Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 1998.

As regiões cratônicas das Guianas e a Sul-Amazônica têm como arcabouço geológico vastas extensões de escudos cristalinos, ricos em minérios, que atraíram a ação de empresas nacionais e estrangeiras do setor de mineração e destacam-se pela sua história geológica por

  1. apresentarem áreas de intrusões graníticas, ricas em jazidas minerais (ferro, manganês).
  2. corresponderem ao principal evento geológico do Cenozoico no território brasileiro.
  3. apresentarem áreas arrasadas pela erosão, que originaram a maior planície do país.
  4. possuírem em sua extensão terrenos cristalinos ricos em reservas de petróleo e gás natural.
  5. serem esculpidas pela ação do intemperismo físico, decorrente da variação de temperatura.
Tópicos desta questão: Geografia

32 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

Composição da população residente urbana por sexo, segundo os grupos de idade – Brasil – 1991/2010Fonte: IBGE, Censo Demográfico 1991/2010
Fonte: IBGE, Censo Demográfico 1991/2010
Composição da população residente rural por sexo, segundo os grupos de idade – Brasil – 1991/2010Fonte: IBGE, Censo Demográfico 1991/2010 - BRASIL. IBGE. Censo demográfico 1991-2010. Rio de Janeiro, 2011.Fonte: IBGE, Censo Demográfico 1991/2010 – BRASIL. IBGE. Censo demográfico 1991-2010. Rio de Janeiro, 2011.

A interpretação e a correlação das figuras sobre a dinâmica demográfica brasileira demonstram um(a)

  1. menor proporção de fecundidade na área urbana.
  2. menor proporção e homens na área rural.
  3. aumento da proporção de fecundidade na área rural.
  4. queda da longevidade na área rural.
  5. queda do número de idosos na área urbana.
Tópicos desta questão: Geografia

31 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

Disponível em: http://nutriteengv.blogspot.com.br. Acesso em: 28 dez. 2011.Disponível em: http://nutriteengv.blogspot.com.br. Acesso em: 28 dez. 2011.

Na charge faz-se referência a uma modificação produtiva ocorrida na agricultura. Uma contradição presente no espaço rural brasileiro derivada dessa modificação produtiva está presente em:

  1. Expansão das terras agricultáveis, com manutenção de desigualdades sociais.
  2. Modernização técnica do território, com redução do nível de emprego formal.
  3. Valorização de atividades de subsistência, com redução da produtividade da terra.
  4. Desenvolvimento de núcleos policultores, com ampliação da concentração fundiária.
  5. Melhora da qualidade dos produtos, com retração na exportação de produtos primários.
Tópicos desta questão: Geografia

29 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

Minha vida é andar
Por esse país
Pra ver se um dia
Descanso feliz
Guardando as recordações
Das terras onde passei
Andando pelos sertões
E dos amigos que lá deixei

GONZAGA, L.; CORDOVIL, H. A vida de viajante, 1953. Disponível em: http://www.recife.pe.gov.br. Acesso em: 20 fev. 2012 (fragmento).

A letra dessa canção reflete elementos identitários que representam a

  1. valorização das características naturais do Sertão nordestino.
  2. denúncia da precariedade social provocada pela seca.
  3. experiência de deslocamento vivenciada pelo migrante.
  4. profunda desigualdade social entre as regiões brasileiras.
  5. discriminação dos nordestinos nos grandes centros urbanos.

 

Tópicos desta questão: Geografia

28 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

A soma do tempo gasto por todos os navios de carga na espera para atracar no porto de Santos é igual a 11 anos – isso, contanto somente o intervalo de janeiro a outubro de 2011. O problema não foi registrado somente neste ano. Desde 2006 a perda de tempo supera uma década.

Folha de S. Paulo, 25 dez. 2011 (adaptado).

A situação descrita gera consequências em cadeia, tanto para a produção quanto para o transporte. No que se refere à territorialização da produção no Brasil contemporâneo, uma dessas consequências é a

  1. realocação das exportações para o modal aéreo em função da rapidez.
  2. dispersão dos serviços financeiros em função da busca de novos pontos de importação.
  3. redução da exportação de gêneros agrícolas em função da dificuldade para o escoamento.
  4. priorização do comércio com países vizinhos em função da existência de fronteiras terrestres.
  5. estagnação da indústria de alta tecnologia em função da concentração de investimentos na infraestrutura de circulação.

 

Tópicos desta questão: Geografia

26 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

Cartaz da Revolução Constitucionalista. Disponível em: http://veja.abril.com.br. Acesso em: 29 jun. 2012.
Cartaz da Revolução Constitucionalista. Disponível em: http://veja.abril.com.br. Acesso em: 29 jun. 2012.

Elaborado pelos partidários da Revolução Constitucionalista de 1932, o cartaz apresentado pretendia mobilizar a população paulista contra o governo federal.

Essa mobilização utilizou-se de uma referência histórica, associando o processo revolucionário

  1. à experiência francesa, expressa no chamado à luta contra a ditadura.
  2. aos ideais republicanos, indicados no destaque à badeira paulista.
  3. ao protagonismo das Forças Armadas, representadas pelo militar que empunha a bandeira.
  4. ao bandeirantismo, símbolo paulista apresentado em primeiro plano.
  5. ao papel figurativo de Vargas na política, enfatizado pela pequenez de sua figura no cartaz.
Tópicos desta questão: Geografia

25 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

Texto I

A Europa entrou em estado de exceção, personificado por obscuras forças econômicas sem rosto ou localização física conhecida que não prestam contas a ninguém e se espalham pelo globo por meio de milhões de transações diárias no ciberespaço.

(ROSSI, C. Nem fim do mundo nem mundo novo. Folha de S.Paulo, 11 dez. 2011 – Adaptado)

Texto II

Estamos imersos numa crise financeira como nunca tínhamos visto desde a Grande Depressão iniciada em 1929 nos Estados Unidos. (Entrevista de George Soros.

Disponível em: http://www.nybooks.com. Acesso em: 17 ago. 2011 – Adaptado)

A comparação entre os significados da atual crise econômica e do crash de 1929 oculta a principal diferença entre essas duas crises, pois

  1. crash da Bolsa em 1929 adveio do envolvimento dos EUA na I Guerra Mundial e a atual crise é o resultado dos gastos militares desse país nas guerras do Afeganistão e Iraque.
  2. a crise de 1929 ocorreu devido a um quadro de supeprodução industrial nos EUA e a atual crise resultou da especulação financeira e da expansão desmedida do crédito bancário.
  3. a crise de 1929 foi o resultado da concorrência dos países europeus reconstruídos após a I Guerra e a atual crise se associa à emergência dos BRICS como novos concorrentes econômicos.
  4. crash da Bolsa em 1929 resultou do excesso de proteções ao setor produtivo estadunidense e a atual crise tem origem na internacionalização das empresas e no avanço da política de livre mercado.
  5. a crise de 1929 decorreu da política intervencionista norte-americana sobre o sistema de comércio mundial e a atual crise resultou do excesso de regulação do governo desse país sobre o sistema monetário.
Tópicos desta questão: Geografia • História

24 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

A singularidade da questão da terra na África Colonial é a expropriação por parte do colonizador e as desigualdades raciais no acesso à terra. Após a independência, as populações de colonos brancos tenderam a diminuir, apesar de a proporção de terra em posse da minoria branca não ter diminuído proporcional mente.

MOYO, S. A terra africana e as questões agrárias: o caso das lutas pela terra no Zimbábue. In: FERNANDES, B. M.; MARQUES, M. I. M.; SUZUKI, J. C. (Org.). Geografia agrária: teoria e poder. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

Com base no texto, uma característica socioespacial e um consequente desdobramento que marcou o processo de ocupação do espaço rural na África subsaariana foram:

Exploração do campesinato pela elite proprietária – Domínio das instituições fundiárias pelo poder público.

Adoção de práticas discriminatórias de acesso à terra – Controle do uso especulativo da propriedade fundiária.

Desorganização da economia rural de subsistência – Crescimento do consumo interno de alimentos pelas famílias camponesas.
Crescimento dos assentamentos rurais com mão de obra familiar – Avanço crescente das áreas rurais sobre as regiões urbanas.
Concentração das áreas cultiváveis no setor agroexpotador – Aumento da ocupação da população pobre em territórios agrícolas marginais.
Tópicos desta questão: Geografia

23 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

Disponível em: http://primeira-serie.blogspot.com.br. Acesso em: 07 dez. 2011 (adaptado).Disponível em: http://primeira-serie.blogspot.com.br. Acesso em: 07 dez. 2011 (adaptado).

Na imagem do início do século XX, identifica-se um modelo produtivo cuja forma de organização fabril baseava-se na(o)

  1. autonomia do produtor direto.
  2. adoção da divisão sexual do trabalho.
  3. exploração do trabalho repetitivo.
  4. utilização de empregados qualificados.
  5. incentivo à criatividade dos funcionários.

 

Tópicos desta questão: Geografia

18 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

As mulheres quebradeiras de coco-babaçu dos Estados do Maranhão, Piauí, Pará e Tocantins, na sua grande maioria, vivem numa situação de exclusão e subalternidade. O termo quebradeira de coco assume o caráter de identidade coletiva na medida em que as mulheres que sobrevivem dessa atividade e reconhecem sua posição e condição desvalorizada pela lógica da dominação, se organizam em movimentos de resistência e de luta pela conquista da terra, pela libertação dos babaçuais, pela autonomia do processo produtivo. Passam a atribuir significados ao seu trabalho e as suas experiências, tendo como principal referência sua condição preexistente de acesso e uso dos recursos naturais.

ROCHA, M. R. T. A luta das mulheres quebradeiras de coco-babaçu, pela libertação do coco preso e pela posse da terra. In: Anais do VII Congresso Latino-Americano de Sociologia Rural. Quito, 2006 (adaptado).

A organização do movimento das quebradeiras de coco de babaçu é resultante da

  1. constante violência nos babaçuais na confluência de terras maranhenses, piauienses, paraenses e tocanhensenses, região com elevado índice de homicídios.
  2. falta de identidade coletiva das trabalhadoras, migrantes das cidades e com pouco vínculo histórico com as áreas rurais do interior do Tocantins, Pará, Maranhão e Piauí.
  3. escassez de água nas regiões de veredas, ambientes naturais dos babaçus, causada pela construção de açudes particulares, impedindo o amplo acesso público aos recursos hídricos.
  4. progressiva devastação das matas dos cocais, em função do avanço da sojicultura nos chapadões do Meio-Norte brasileiro.
  5. dificuldade imposta pelos fazendeiros e posseiros no acesso aos babaçuais localizados no interior de suas propriedades.

 

Tópicos desta questão: Geografia

17 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

A maior parte dos veículos de transporte atualmente é movida por motores a combustão que utilizam derivados de petróleo. Por causa disso, esse setor é o maior consumidor de petróleo do mundo, com altas taxas de crescimento ao longo do tempo. Enquanto outros setores têm obtido bons resultados na redução do consumo, os transportes tendem a concentrar ainda mais o uso de derivados do óleo.

MURTA, A. Energia: o vício da civilização. Rio de Janeiro: Garamond, 2011 (adaptado).

Um impacto ambiental da tecnologia mais empregada pelo setor de transportes e uma medida para promover a redução de seu uso estão indicados, respectivamente, em:

  1. Aumento da poluição sonora – construção de barreiras acústicas.
  2. Incidência da chuva ácida – estatização da indústria automobilística.
  3. Derretimento das calotas polares – incentivo aos transportes de massa.
  4. Propagação de doenças respiratórias – distribuição de medicamentos gratuitos.
  5. Elevação das temperaturas médias – criminalização da emissão de gás carbônico.

 

Tópicos desta questão: Geografia

16 (Enem 2012 – Primeiro Dia)

Nossa cultura lipofóbica muito contribui para a distorção da imagem corporal, gerando gordos que se veem magros e magros que se veem gordos, numa quase unanimidade de que todos se sentem ou se veem “distorcidos”.

Engordamos quando somos gulosos. É pecado da gula que controla a relação do homem com a balança. Todo obeso declarou, um dia, guerra à balança. Para emagrecer é preciso fazer as pazes com a dita cuja, visando adequar-se às necessidades para as quais ela aponta.

FREIRE, D. S. Obesidade não pode ser pré-requisito. Disponível em: http//gnt.globo.com. Acesso em: 3 abr. 2012 (adaptado).

O texto apresenta um discurso de disciplinarização dos corpos, que tem como consequência

  1. a ampliação dos tratamentos médicos alternativos, reduzindo os gastos com remédios.
  2. a democratização do padrão de beleza, tornando-o acessível pelo esforço individual.
  3. o controle do consumo, impulsionando uma crise econômica na indústria de alimentos.
  4. a culpabilização individual, associando obesidade à fraqueza de caráter.
  5. o aumento da longevidade, resultando no crescimento populacional.

 

Tópicos desta questão: Geografia

18 (Unicamp 2014 – Primeira Fase)

No mapa abaixo estão indicados por números três países do Continente Africano. Assinale a alternativa que apresenta corretamente a localização e características desses países.

  1. Angola (1) e Moçambique (2) foram colonizados por franceses, enquanto a África do Sul (3) integra atualmente o NAFTA.
  2. Angola (3) e Moçambique (1) foram colonizados por ingleses, enquanto a África do Sul (2) integra atualmente o G7.
  3. Angola (1) e Moçambique (2) foram colonizados por portugueses, enquanto a África do Sul (3) integra atualmente os BRICS.
  4. Angola (2) e Moçambique (3) foram colonizados por portugueses, enquanto a África do Sul (1) integra atualmente os BRICS.

 

Tópicos desta questão: Geografia

17 (Unicamp 2014 – Primeira Fase)

Sobre a Revolução Informacional e suas implicações para a reorganização do mundo contemporâneo, podemos afirmar que:

  1. Alguns Estados e um conjunto diminuto de grandes empresas controlam o essencial da revolução tecnológica em curso, atualizando o desenvolvimento geograficamente desigual.
  2. Dado o alcance planetário do sistema técnico informacional, a população tem amplo acesso a uma informação verdadeira que unifica os lugares, tornando o mundo uma democrática aldeia global.
  3. Há um acentuado enfraquecimento das funções de gestão das metrópoles, processo determinado pela descentralização da produção, apoiada no uso intensivo das tecnologias da informação e comunicação.
  4. Os mais diversos fluxos de informações perpassam as fronteiras nacionais, anulando o papel do Estado-Nação como ente regulador e definidor de estratégias no jogo político mundial.
Tópicos desta questão: Geografia

16 (Unicamp 2014 – Primeira Fase)

As ocupações de telemarketing expressam uma importante transformação do mundo do trabalho nesse começo de século. Surgem nos EUA e na Europa nos anos 1980 e na década de 1990 atingem o Brasil, onde os call centers (locais de trabalho dos atendentes de telemarketing) mais concentram trabalhadores: 1.103 em cada empresa.

(Adaptado de Jessé Souza, Os batalhadores brasileiros. Nova classe média ou a nova classe trabalhadora? Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2012.)

Assinale a alternativa em que todas as características associadas a esse tipo de trabalho estejam corretas.

  1. Privatização das empresas de telecomunicações; generalização da posse de linhas telefônicas; expansão de serviços de suporte técnico e televendas; insegurança no mercado de trabalho.
  2. Estatização das empresas de telecomunicações; generalização das linhas de telefones fixos; maior concentração populacional no meio rural; estabilidade no mercado de trabalho.
  3. Privatização das empresas de telecomunicações; generalização da posse de telefones celulares; retração dos serviços de atendimento ao cliente; segurança no mercado de trabalho.
  4. Estatização das antigas empresas de televendas; generalização do uso de telefones fixos; retração dos serviços de atendimento ao cliente; retração do mercado de trabalho nos serviços.

 

Tópicos desta questão: Geografia

15 (Unicamp 2014 – Primeira Fase)

Em termos genéricos, a rede urbana constitui-se no conjunto de centros urbanos funcionalmente articulados entre si. É, portanto, um tipo particular de rede na qual os vértices ou nós representam os diferentes núcleos de povoamento dotados de funções urbanas, e as linhas representam os diversos fluxos entre esses centros.

(Adaptado de Roberto Lobato Corrêa, Trajetórias Geográficas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.)

Sobre a rede urbana Brasileira é correto afirmar que:

  1. formou-se a partir do interior do continente, com o nascimento das cidades “boca de sertão”, funcionais para o povoamento e a exploração do ouro.
  2. já no início do século XIX, ela deixou de seguir o modelo dendrítico implantado desde o início da colonização para atender à economia agroexportadora
  3. a partir da segunda metade do século XX, a industrialização implicou forte articulação inter-regional, gerando uma rede urbana de porte nacional.
  4. na atualidade, destaca-se a monofuncionalidade dos principais centros que a formam, dada a especialização das funções urbanas requerida na globalização

 

Tópicos desta questão: Geografia

14 (Unicamp 2014 – Primeira Fase)

Assinale a alternativa que indica corretamente a localização e uma característica predominante dos domínios morfoclimáticos do Cerrado, da Caatinga e dos Mares de Morros.

  1. 1, Cerrado, com clima subtropical; 2, Caatinga, com rios perenes; 3, Mares de Morros, com vegetação do tipo savana estépica.
  2. 1, Caatinga, com clima semiárido; 2, Mares de Morros, com mata atlântica; 3, Cerrado, com vegetação do tipo savana.
  3. 1, Caatinga, com clima tropical de altitude; 2, Mares de Morros, com rios intermitentes; 3, Cerrado, com mata de araucária.
  4. 1, Cerrado, com vegetação do tipo savana; 2, Caatinga, com clima semiárido; 3, Mares de Morros, com mata atlântica.
Tópicos desta questão: Geografia

13 (Unicamp 2014 – Primeira Fase)

A tabela abaixo apresenta a população total, urbana e rural (em milhões de habitantes), das macrorregiões brasileiras, segundo os três últimos censos realizados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Assinale a alternativa que indica corretamente as regiões identificadas pelos números 1, 2 e 3.

  1. Sul; Norte; Nordeste.
  2. Norte; Nordeste; Sul.
  3. Nordeste; Sul; Norte.
  4. Norte; Sul; Nordeste.

 

Tópicos desta questão: Geografia

12 (Unicamp 2014 – Primeira Fase)

O clima urbano decorre do contraste entre o espaço urbano e o campo circundante, evidenciando o caráter fundamental da cidade como espaço localizado de contínua, cumulativa e acentuada derivação antrópica do ambiente.

(Adaptado de Carlos Augusto de Figueiredo Monteiro, “Por um suporte teórico e prático para estimular estudos geográficos do clima urbano no Brasil”. Geosul, Florianópolis, ano V, n. 9, 1º sem, 1990.)

Sobre o clima urbano é correto afirmar que:

  1. ele resulta da interação da paisagem natural com o espaço construído pela ação humana; a paisagem natural não é substituída pelo meio ambiente construído; nas grandes cidades as temperaturas são mais elevadas nas zonas de contato entre os espaços urbano e rural.
  2. ele resulta da interdependência entre as condições naturais e as ações humanas; a paisagem natural interage com o meio ambiente construído sem grandes alterações; nas grandes cidades as temperaturas declinam da periferia em direção ao centro.
  3. ele resulta da permanência da paisagem natural pela interferência da ação humana; a paisagem natural é substituída pelas atividades agrícolas; nas grandes cidades as temperaturas são mais elevadas nas áreas circundantes que nas áreas centrais.
  4. ele resulta da alteração da paisagem natural pela interferência da ação humana; a paisagem natural é substituída pelo meio ambiente construído; nas grandes cidades as temperaturas das áreas centrais são mais elevadas que nos campos circundantes.

 

Tópicos desta questão: Geografia

11 (Unicamp 2014 – Primeira Fase)

Desde o período neolítico os povos de distintas partes do mundo desenvolveram sistemas agrários próprios aproveitando as condições naturais de seus habitats e do conhecimento adquirido e transmitido entre os membros da comunidade.

Assinale a alternativa que estabelece corretamente a relação entre o povo habitante de uma determinada área, o sistema produtivo por ele desenvolvido, as condições naturais aproveitadas e os produtos cultivados.

  1. Egípcios; uso da irrigação e drenagem; planícies úmidas e férteis dos rios Tigres e Eufrates; arroz e café.
  2. Incas; uso de terraços com técnicas de curvas de nível e irrigação de vales; aproveitamento dos altiplanos andinos; batata e milho.
  3. Chineses; uso intensivo dos terraços das altas montanhas; planalto de Anatólia no extremo leste da Ásia; café e cacau.
  4. Mesopotâmicos; uso de cultivos de inundação e de regadio; vales férteis dos rios Ganges e Amarelo; cana-de-açúcar e feijão.

 

Tópicos desta questão: Geografia • História

10 (Unicamp 2014 – Primeira Fase)

Apesar de ter começado no inverno de 2010, a chamada Primavera Árabe – uma alusão à Primavera de Praga de 1968 – resultou de protestos por mudanças sociais e políticas no Oriente Médio e sobretudo no norte da África.

Assinale a alternativa que indica corretamente o período da estação de inverno no norte da África e um país dessa região convulsionado pela Primavera Árabe.

 

  1. De 21 de dezembro a 20 de março; Síria.
  2. De 21 de junho a 20 de setembro; Líbia.
  3. De 21 de dezembro a 20 de março; Egito.
  4. De 21 de junho a 20 de setembro; Irã.

 

Tópicos desta questão: Geografia

44 (Fatec 2013 – 1º Semestre – Prova)

Ao pensar em sua infância, José sente-se nostálgico e se lembra da vegetação característica da região onde morava: árvores de cascas grossas e galhos retorcidos, e com raízes muito profundas. Entre uma árvore e outra, havia espaço suficiente para correr e, no inverno seco, a vegetação ganhava aspecto amarelado e, no verão chuvoso, tudo voltava a ficar verdinho.

Atualmente, a vegetação de que José se recorda não existe mais, tornou-se uma extensa plantação de soja.

É correto concluir que José passou sua infância no estado

  1. do Acre.
  2. de Goiás.
  3. de Roraima.
  4. do Rio Grande do Sul.
  5. do Rio Grande do Norte.
Tópicos desta questão: Geografia

43 (Fatec 2013 – 1º Semestre – Prova)

Leia a previsão de tempo dada por uma rádio local.

O dia hoje em São Paulo foi de temperaturas elevadas e com baixa umidade do ar na cidade, mas a previsão é de que, amanhã, o tempo mude, podendo a temperatura despencar e ocorrerem chuvas.

Assinale a alternativa que preenche, correta e respetivamente, a frase a seguir.

A queda da temperatura será ocasionada pela chegada de ………, e a chuva prevista para ocorrer é denominada ……….

  1. massa polar ártica … orográfica.
  2. massa polar ártica … convectiva.
  3. massa equatorial atlântica … orográfica.
  4. frente polar atlântica … frontal.
  5. frente equatorial continental … convectiva.

 

Tópicos desta questão: Geografia

42 (Fatec 2013 – 1º Semestre – Prova)

É correto afirmar que as regiões destacadas em preto no mapa representam os países que

  1. formam os BRICS, conjunto de países emergentes, que possuem características comuns como, por exemplo, relevante crescimento econômico.
  2. priorizam a energia nuclear como matriz energética e, por esse motivo, investem no enriquecimento de urânio para abastecer suas usinas.
  3. são os maiores exportadores de produtos primários, como a cana-de-açúcar, banana e soja, por serem países de solo fértil.
  4. formam o bloco econômico NAFTA, que tem como finalidade eliminar as barreiras alfandegárias entre sues membros.
  5. formam o bloco denominado G5, que se caracteriza pela desaceleração da industrialização e pela crise econômica.

 

Tópicos desta questão: Geografia

41 (Fatec 2013 – 1º Semestre – Prova)

O índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa usada para classificar a qualidade de vida oferecida por um país aos seus habitantes, levando em consideração três dimensões básicas do desenvolvimento humano: renda, educação e saúde.

O IDH vai de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, mais desenvolvido é o país.

Analise a tabela a seguir:

Pode-se concluir corretamente que

  1. a Etiópia, por contar com a qualidade nos serviços de saúde e de saneamento ambiental, ampliou a expetativa de vida de seus habitantes.
  2. o Zimbábue apresenta a média de anos de escolaridade igual à do Brasil e tem o Rendimento Nacional Bruto superior ao da Etiópia.
  3. Cuba, apesar de ter o rendimento nacional bruto elevado, não investe no setor educacional e na saúde de sua população.
  4. a Argentina, por estar em crise econômica, apresenta os índices de renda, educação e saúde inferiores aos do Brasil.
  5. a Noruega tem a maior classificação no IDH por, entre outros fatores, garantir vários anos de escolaridade para seus habitantes.

 

Tópicos desta questão: Geografia

40 (Fatec 2013 – 1º Semestre – Prova)

Em junho de 2012, foi realizada na Cidade do Rio de Janeiro a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. O objetivo desse encontro foi a renovação do compromisso político com o desenvolvimento sustentável, que apresenta como uma de suas propostas

  1. evitar o uso de recursos naturais e de matérias-primas na indústrias para não comprometer o meio ambiente.
  2. investir em pesquisas sobre alimentos geneticamente modificados com a finalidade de acabar com a fome no mundo.
  3. desenvolver economicamente todas as nações para que estas possam ter o mesmo padrão de consumo dos Estados Unidos.
  4. atender às necessidades da atual geração, sem comprometer a capacidade das futuras gerações em prover suas próprias necessidades.
  5. incentivar os países desenvolvidos a ampliar o setor agroindustrial para garantir que não faltem alimentos para os países subsenvolvidos.
Tópicos desta questão: Geografia

44 (Fatec 2012 – 2º Semestre – Prova)

Analise as afirmações sobre o trabalho das mulheres no Brasil.

  1. A proporção de mulheres no mercado de trabalho diminuiu nesta década.
  2. A remuneração média das mulheres é inferior à recebida pelos homens.
  3. A participação feminina nos serviços domésticos é menor do que a masculina.

É valido o que se afirma em

  1. I, apenas.
  2. II, apenas.
  3. I e III, apenas.
  4. II e III, apenas.
  5. I, II e III.
Tópicos desta questão: Geografia

43 (Fatec 2012 – 2º Semestre – Prova)

Observe o gráfico para responder à questão.

A leitura do gráfico e os conhecimentos sobre a realidade brasileira permitem afirmar que as colunas 1 e 2 representam, respectivamente, as regiões

  1. Sul e Centro-Oeste que, graças ao crescimento das áreas de pastagens, têm expandido a pecuária de corte e com isso atraído forte migração.
  2. Sul e Norte que, devido ao processo de decentralização das atividades industriais, têm oferecido novos campos de trabalho aos migrantes.
  3. Centro-Oeste e Norte, onde a expansão das atividades agropecuárias, sobretudo as destinadas à exportação, tem sido um forte atrativo para os migrantes.
  4. Sudeste e Nordeste, onde a ampliação da oferta de empregos nas indústrias automobilística e de informática incentivou a vinda de novos migrantes.
  5. Nordeste e Centro-Oeste, onde o crescimento da agricultura de transgênicos tem significado novas oportunidades de emprego aos migrantes.
Tópicos desta questão: Geografia

42 (Fatec 2012 – 2º Semestre – Prova)

Nestas últimas décadas, está ocorrendo no Sudeste brasileiro um fenômeno muito importante: a formação de uma megalópole, isto é, a

  1. integração espacial de áreas metropolitanas.
  2. concentração das agroindústrias em espaços reduzidos.
  3. descentralização das atividades culturais pelas médias cidades.
  4.      desconcentração da indústrias de média e alta tecnologia.
  5. recuperação de áreas ambientalmente degradadas.

 

Tópicos desta questão: Geografia

41 (Fatec 2012 – 2º Semestre – Prova)

Um ano depois do terremoto seguido de tsunami que atingiu o Japão em 11 de março de 2011, causando o comprometimento da usina de Fukushima, a energia nuclear voltou a ser debatida pelos cientistas, ecologistas e pela sociedade civil que vêm destacando vantagens e desvantagens deste tipo de energia.

Sobre a energia nuclear é correto afirmar que

  1. requer grandes espaços e estoques para seu funcionamento, mas sua tecnologia é barata e acessível a todos os países.
  2. provoca grandes impactos sobre a biosfera e necessita de grandes estoques de combustível para produzir energia.
  3. é considerada energia limpa e renovável, mas depende da sazonalidade climática e dos efeitos de fenômenos tectônicos.
  4. apresenta mínima interferência no efeito estufa, mas um de seus maiores problemas é o destino final do lixo nuclear.
  5. consome o urânio, que é considerado abundante em todos os continentes, mas produz gases de enxofre e particulados.
Tópicos desta questão: Geografia

40 (Fatec 2012 – 2º Semestre – Prova)

Observe o mapa para responder à questão.

As áreas destacadas no mapa indicam regiões

  1. subtropicais que têm invernos úmidos e verões brandos; vegetação florestal, predomínio de terras baixas e rios perenes.
  2. tropicais que têm verões quentes e chuvosos; invernos pouco pronunciados; vegetação florestal e rede hidrográfica perene.
  3. desérticas que têm clima com elevadas amplitudes térmicas; ausência de precipitações: vegetação xerófita e solos rasos.
  4. mediterrâneas que têm as estações bem definidas; vegetação de savanas e estepes, relevo de planícies e rios caudalosos.
  5. semiáridas que têm climas com altas temperaturas e fracas precipitações, vegetação estépica e hidrografia intermitente.

 

Tópicos desta questão: Geografia

67 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Observe o mapa abaixo.

Com base no mapa e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

  1. O rio São Francisco foi caminho natural para a expansão da cana-de-açúcar e do algodão da Zona da Mata, na Bahia, até a Capitania de São Paulo e Minas de Ouro.
  2. A ocupação territorial de parte significativa dessa região foi marcada por duas características geomofológicas: a serra do Espinhaço e o vale do rio São Francisco.
  3. Essa região caracterizava-se, nesse período, por paisagens onde predominavam as minas e os currais, mas no século XIX a mineração sobrepujou as outras atividades econômicas dessas capitanias.
  4. O caminho pelo rio São Francisco foi estabelecido pelas bandeiras paulistas para penetração na região aurífera da Chapada dos Parecis e posterior pagamento do “quinto” na sede da capitania, em Salvador.
  5. As bandeiras que partiam da Capitania da Bahia de Todos os Santos para a Capitania de São Paulo e Minas de Ouro propiciaram o surgimento de localidades com economia baseada na agricultura monocultora de exportação.

 

Tópicos desta questão: Geografia

66 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Observe os mapas.

Os períodos do ano que oferecem as melhores condições para a produção de energia hidrelétrica no Sudeste e energia eólica no Nordeste são aqueles em que predominam, nessas regiões, respectivamente,

  1. primavera e verão.
  2. verão e outono.
  3. outono e inverno.
  4. verão e inverno.
  5. inverno e primavera.

 

Tópicos desta questão: Geografia

65 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Observe os gráficos.

Com base nos gráficos e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

  1. Em função de políticas de reforma agrária levadas a cabo no Norte do país, durante as últimas décadas, a população rural da região superou, timidamente, sua população urbana.
  2. O aumento significativo da população urbana do Sudeste, a partir da década de 1950, decorreu do desenvolvimento expressivo do setor de serviços em pequenas cidades da região.
  3. O avanço do agronegócio no Centro-Oeste, a partir da década de 1970, fixou a população no meio rural, fazendo com que esta superasse a população urbana na região, a partir desse período.
  4. Em função da migração de retorno de nordestinos, antes radicados no chamado Centro-Sul, a população urbana do Nordeste superou a população rural, a partir da década de 1970.
  5. A maior industrialização na região Sul, a partir dos anos 1970, contribuiu para um maior crescimento de sua população urbana, a partir desse período, acompanhado do decréscimo da população rural.

 

Tópicos desta questão: Geografia

64 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Observe a imagem e leia o texto.

Por muitos anos, as várzeas paulistanas foram uma espécie de quintal geral dos bairros encarapitados nas colinas. Serviram de pastos para os animais das antigas carroças que povoaram as ruas da cidade. Serviram de terreno baldio para o esporte dos humildes, tendo assistido a uma proliferação incrível de campos de futebol. Durante as cheias, tais campos improvisados ficam com o nível das águas até o meio das traves de gol.

Aziz Ab’Saber, 1956.

Considere a imagem e a citação do geógrafo Aziz Ab’Saber na análise das afirmações abaixo:

  1. O processo de verticalização e a impermeabilização dos solos nas proximidades das vias marginais ao rio Tietê aumentam a sua susceptibilidade a enchentes.
  2. A retificação de um trecho urbano do rio Tietê e a construção de marginais sobre a várzea do rio potencializaram o problema das enchentes na região.
  3. A extinção da Mata Atlântica na região da nascente do rio Tietê, no passado, contribui, até hoje, para agravar o problema com enchentes nas vias marginais.
  4. A várzea do rio Tietê é um ambiente susceptível à inundação, pois constitui espaço de ocupação natural do rio durante períodos de cheias.

Está correto o que se afirma em

  1. I, II e III, apenas.
  2. I, II e IV, apenas.
  3. I, III e IV, apenas.
  4. II, III e IV, apenas.
  5. I, II, III e IV.

 

Tópicos desta questão: Geografia

63 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Observe os gráficos.

Com base nos gráficos e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

  1. O comércio bilateral entre China e África cresceu timidamente no período e envolveu, principalmente, bens de capital africanos e bens de consumo chineses.
  2. As exportações chinesas para a África restringem-se a bens de consumo e produtos primários destinados a atender ao pequeno e estagnado mercado consumidor africano.
  3. A implantação de grandes obras de engenharia, com destaque para rodovias transcontinentais, ferrovias e hidrovias, associa-se ao investimento chinês no setor da construção civil na África.
  4. O agronegócio foi o principal investimento da China na África em função do exponencial crescimento da população chinesa e de sua grande demanda por alimentos.
  5. O investimento chinês no setor minerador, na África, associa-se ao crescimento industrial da China e sua consequente demanda por petróleo e outros minérios.

 

Tópicos desta questão: Geografia

62 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Observe o mapa.

Considere as afirmações sobre o Sistema Aquífero Guarani.

  1. Trata-se de um corpo hídrico subterrâneo e transfronteiriço que abrange parte da Argentina, do Brasil, do Paraguai e do Uruguai.
  2. Representa o mais importante aquífero da porção meridional do continente sul-americano e está associado às rochas cristalinas do Pré-Cambriano.
  3. A grande incidência de poços que se observa na região A é explicada por sua menor profundidade e intensa atividade econômica nessa região.
  4. A baixa incidência de poços na região indicada pela letra B deve-se à existência, aí, de uma área de cerrado com predomínio de planaltos.

Está correto o que se afirma em

  1. I, II e III, apenas.
  2. I e III, apenas.
  3. II, III e IV, apenas.
  4. II e IV, apenas.
  5. I, II, III e IV.

 

Tópicos desta questão: Geografia

61 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Observe o mapa da Malha Ferroviária do Brasil.

Com respeito às áreas indicadas no mapa acima, assinale a alternativa que relaciona corretamente sistemas logísticos e produtos de exportação.

I II III
A Portos de Belém e de São Luís: minério de ferro, papel e celulose. Portos do Rio de Janeiro e de Niterói: trigo e fertilizantes. Portos de Paranaguá e de Itajaí: soja e carnes (congeladas).
B Portos de São Luís e de Natal: pescados e carvão mineral. Portos de Tubarão e de Vitória: minério de ferro, papel e celulose. Portos de São Francisco do Sul e de Florianópolis: minério de ferro, papel e celulose.
C Portos de Itaqui e de Pecém: minério de ferro, manganês e frutas. Portos de Tubarão e de Vitória: minério de ferro, papel e celulose. Portos de Paranaguá e de Itajaí: soja e carnes (congeladas).
D Portos de Belém e de São Luís: minério de ferro, papel e celulose. Portos do Rio de Janeiro e de Niterói: pescados e carvão mineral. Portos de São Francisco do Sul e de Florianópolis: minério de ferro, papel e celulose.
E Portos de Itaqui e de Pecém: minério de ferro, manganês e frutas. Portos de Tubarão e do Rio de Janeiro: soja e carnes (congeladas). Portos de Paranaguá e de Itajaí: trigo e fertilizantes.
  1. a
  2. b
  3. c
  4. d
  5. e

 

Tópicos desta questão: Geografia

60 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Leia o texto e observe o mapa.

Em 1884, durante um congresso internacional, em Washington, EUA, estabeleceu-se um padrão mundial de tempo. A partir de então, ficou convencionado que o tempo padrão teórico, nos diversos países do mundo, seria definido por meridianos espaçados a cada 15o, tendo como origem o meridiano de Greenwich, Inglaterra (Reino Unido).

Com base no mapa e nas informações acima, considere a seguinte situação: João, que vive na cidade de Pequim, China, recebe uma ligação telefônica, às 9h da manhã de uma segunda-feira, de Maria, que vive na cidade de Manaus, Brasil. A que horas e em que dia da semana Maria telefonou?

  1. 21h do domingo.
  2. 17h do domingo.
  3. 21h da segunda-feira.
  4. 17h da terça-feira.
  5. 21h da terça-feira.

 

Tópicos desta questão: Geografia

59 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Observe a Carta Topográfica abaixo, que representa a área adquirida por um produtor rural.

Em parte da área acima representada, onde predominam menores declividades, o produtor rural pretende desenvolver uma atividade agrícola mecanizada. Em outra parte, com maiores declividades, esse produtor deseja plantar eucalipto.

Considerando os objetivos desse produtor rural, as áreas que apresentam, respectivamente, características mais apropriadas a uma atividade mecanizada e ao plantio de eucaliptos estão nos quadrantes

  1. sudeste e nordeste.
  2. nordeste e noroeste.
  3. noroeste e sudeste.
  4. sudeste e sudoeste.
  5. sudoeste e noroeste.

 

Tópicos desta questão: Geografia

58 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Grandes lagos artificiais de barragens, como o Nasser, no Rio Nilo, o Three Gorges, na China, e o de Itaipu, no Brasil, resultantes do represamento de rios, estão entre as obras de engenharia espalhadas pelo mundo, com importantes efeitos socioambientais.

Acerca dos efeitos socioambientais de grandes lagos de barragens, considere as afirmações abaixo.

  1. Enquanto no passado, grandes lagos de barragem restringiam-se a áreas de planície, atualmente, graças a progressos tecnológicos, situam-se, invariavelmente, em regiões planálticas, com significativos desníveis topográficos.
  2. A abertura das comportas que represam as águas dos lagos de barragens impede a ocorrência de processos de sedimentação, assim como provoca grandes enchentes a montante.
  3. Frequentes desalojamentos de pessoas para a implantação de lagos de barragens levaram ao surgimento, no Brasil, do Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB.
  4. Por se constituírem como extensos e, muitas vezes, profundos reservatórios de água, grandes lagos de barragens provocam alterações microclimáticas nas suas proximidades.

Está correto o que se afirma em

  1. I e II, apenas.
  2. I, II e III, apenas.
  3. II, III e IV, apenas.
  4. III e IV, apenas.
  5. I, II, III e IV.

 

Tópicos desta questão: Geografia

57 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Com base nas charges e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

  1. Apesar da grave crise econômica que atingiu alguns países da Zona do Euro, entre os quais a Grécia, outras nações ainda pleiteiam sua entrada nesse Bloco.
  2. A ajuda financeira dirigida aos países da Zona do Euro e, em especial à Grécia, visou evitar o espalhamento, pelo mundo, dos efeitos da bolha imobiliária grega.
  3. Por causa de exigências dos credores responsáveis pela ajuda financeira à Zona do Euro, a Grécia foi temporariamente suspensa desse Bloco.
  4. Com a crise econômica na Zona do Euro, houve uma sensível diminuição dos fluxos turísticos internacionais para a Europa, causando desemprego em massa, sobretudo na Grécia.
  5. Graças à rápida intervenção dos países membros, a grave crise econômica que atingiu a Zona do Euro restringiu-se à Grécia, França e Reino Unido.

 

 

Tópicos desta questão: Geografia
45 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

São Paulo gigante, torrão adorado
Estou abraçado com meu violão
Feito de pinheiro da mata selvagem
Que enfeita a paisagem lá do meu sertão

Tonico e Tinoco, São Paulo Gigante.

Nos versos da canção dos paulistas Tonico e Tinoco, o termo “sertão” deve ser compreendido como

  1. descritivo da paisagem e da vegetação típicas do sertão existente na região Nordeste do país.
  2. contraposição ao litoral, na concepção dada pelos caiçaras, que identificam o sertão com a presença dos pinheiros.
  3. analogia à paisagem predominante no Centro-Oeste brasileiro, tal como foi encontrada pelos bandeirantes no século XVII.
  4. metáfora da cidade-metrópole, referindo-se à aridez do concreto e das construções.
  5. generalização do ambiente rural, independentemente das características de sua vegetação.

 

Tópicos desta questão: Geografia

23 (FUVEST 2013 – Primeira Fase)

Uma das primeiras estimativas do raio da Terra é atribuída a Eratóstenes, estudioso grego que viveu, aproximadamente, entre 275 a.C. e 195 a.C. Sabendo que em Assuã, cidade localizada no sul do Egito, ao meio dia do solstício de verão, um bastão vertical não apresentava sombra, Eratóstenes decidiu investigar o que ocorreria, nas mesmas condições, em Alexandria, cidade no norte do Egito. O estudioso observou que, em Alexandria, ao meio dia do solstício de verão, um bastão vertical apresentava sombra e determinou o ângulo \theta entre as direções do bastão e de incidência dos raios de sol. O valor do raio da Terra, obtido a partir de \theta e da distância entre Alexandria e Assuã foi de, aproximadamente, 7500km.

O mês em que foram realizadas as observações e o valor aproximado de \theta são

Note e adote

Distância estimada por Eratóstenes entre Assuã e Alexandria é aproximadamente 900 km.

\pi = 3

  1. junho; 7°.
  2. dezembro; 7°.
  3. junho; 23°.
  4. dezembro; 23°.
  5. junho; 0,3°.

 

 

Tópicos desta questão: Geografia • Matemática

54 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

Imagens de satélite comprovam aumento da cobertura florestal no Paraná

O constante monitoramento nas áreas em recuperação do Programa Mata Ciliar; com o apoio de imagens de satélite , tem demonstrado um aumento significativo da cobertura florestal das áreas de preservação permanente, reserva legal e Unidades de Conservação, integrantes do Corredor de Biodiversidade.

(www.mataciliar.pr.gov.br)

As matas ciliares são

  1. florestas tropicais em margens de rios, cujo papel é regular fluxos de água, sedimentos e nutrientes entre os terrenos mais altos da bacia hidrográfica e o ecossistema aquático. O mau uso dessas áreas provoca erosão das encostas e assoreamento do leito fluvial.
  2. florestas temperadas, cujo papel é de filtro entre o solo e o ar, possibilitando a prática da agricultura sem prejudicar o ecossistema atmosférico. O mau uso dessas áreas provoca erosão do solo e contaminação do ar.
  3. florestas subtropicais, cuja função é preservar a superfície do solo, proporcionando a diminuição da filtragem e o aumento do escoamento superficial. O mau uso dessas áreas provoca aumento da radiação solar e estabilidade térmica do solo.
  4. coberturas vegetais que ficam às margens dos lagos e nascentes, atuam como reguladoras do fluxo de efluentes e contribuem para o aumento dos nutrientes e sedimentos que percolam o solo. O mau uso dessas áreas provoca evaporação e rebaixamento do nível do lençol freático.
  5. formações florestais que desempenham funções hidrológicas de estabilização de áreas críticas em topos de morros, cumprindo uma importante função de corredores para a fauna. O mau uso dessas áreas provoca desmatamento e deslizamento das encostas.

 

 

Tópicos desta questão: Geografia

53 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

O uso do álcool combustível é antigo no Brasil. Desde o início do século XX, o país já usava o produto extraído da cana-de-açúcar para fins energéticos. Com o pré-sal em alta, o açúcar caro lá fora e os canaviais em crise, o biocombustível brasileiro derrapa quando o mundo mais precisa de energia verde.

(Martha San Juan França. O etanol na encruzilhada. Unesp Ciência, maior de 2012. Adaptado)

A partir da leitura do texto e de seus conhecimentos, pode-se afirmar que, no Brasil,

  1. em 1900, iniciaram-se experiências com motores a combustão, em alguns casos movidos a etanol, provocando o aumento da exportação brasileira desse biocombustível.
  2. dos séculos XVI a XVIII, os engenhos de açúcar se expandiram pela região Nordeste, constituindo a principal atividade econômica.
  3. com a desativação do Proálcool em 2001, descartou-se a perspectiva do etanol se consolidar no mercado brasileiro como fonte renovável de energia.
  4. em 1960, a primeira crise do petróleo elevou o preço do barril e a importação consumiu quase metade das divisas obtidas com a exportação nacional.
  5. a chegada ao mercado dos carros com motor flex provocou aumento significativo da produção de etanol, tornando o país autossuficiente.

 

Tópicos desta questão: Geografia

52 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

Leia o texto e analise os mapas.

As terras-raras formam um grupo de 17 elementos químicos, com propriedades muito semelhantes entre si, em termos de maleabilidade e resistência, que permitem aplicações diversas. Indispensáveis à indústria de alta tecnologia, elas estão no centro de uma disputa global. As maiores reservas em potencial estão situadas no Brasil. A extração e principalmente o refino das terras-raras são, porém, altamente poluentes; por esta razão, cientistas estudam novos meios de exploração e novas aplicações que poluam menos.

(Martha San Juan França. Terras que valem ouro. Unesp Ciência, abril de 2012. Adaptado)(Martha San Juan França. Terras que valem ouro. Unesp Ciência, abril de 2012. Adaptado)
Regiões de integração e desenvolvimento(IBGE. Atlas Geografia Escolar, 2009. Adaptado.)(IBGE. Atlas Geografia Escolar, 2009. Adaptado.)

De acordo com a leitura do texto e a observação dos mapas, é correto afirmar que as duas maiores concentrações de reservas de terras-raras estão localizadas nas regiões de integração e desenvolvimento do

  1. Oeste e Araguaia-Tocantins.
  2. Sudoeste e Sul.
  3. Arco Norte e Madeira-Amazonas.
  4. São Francisco e Transnordestino.
  5. Sudeste e Transnordestino.

 

Tópicos desta questão: Geografia
51 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

Analise a tabela.

Períodos Números absolutos
1872-1879 176.337
1880-1889 48.622
1890-1899 1.198.327
1900-1909 622.407
1910-1919 815.453
1920-1929 846.647
Entrada de imigrantes no Brasil, 1872-1929

A partir da análise da tabela e de conhecimentos sobre a dinâmica imigratória, pode-se afirmar que o aumento da entrada de imigrantes no período de 1890 a 1899 no Brasil deveu-se

  1. ao estímulo à imigração para o Brasil pelos governos a Alemanha e Itália, que passavam por períodos de paz e reconstrução.
  2. à oferta para que imigrantes italianos e japoneses chegassem ao país como proprietários de grandes fazendas.
  3. à oportunidade de trabalho ocasionada pela abolição da escravatura, associada ao desemprego nos países de origem dos imigrantes.
  4. ao projeto governamental de promover a democratização da sociedade brasileira, beneficiando os trabalhadores imigrantes.
  5. à atração exercida pelo desenvolvimento industrial ocorrido em algumas regiões do país.

 

Tópicos desta questão: Geografia

50 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

No dia 3 de junho de 2012, os jornais estamparam a notícia dos 60 anos de reinado da Rainha Elizabeth II. Ela foi coroada chefe de Estado da Grã-Bretanha e dos países da Comunidade Britânica no dia 2 de junho de 1953.

Assinale a alternativa que contém um acontecimento geopolítico ocorrido nos anos 1950, década em que a Rainha Elizabeth II assumiu o reinado.

  1. Ataque nuclear norte-americano ao Japão.
  2. Guerra da Coreia.
  3. Construção do Muro de Berlim.
  4. Criação da OPEP (Organização dos países exportadres de Petróleo).
  5. Dissolução da URSS.

 

Tópicos desta questão: Geografia

49 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

O mapa representa as diferenças de horário na América do Sul em função dos diferentes fusos.

(IBGE. Atlas Geográfico Escolar, 2009. Adaptado.)(IBGE. Atlas Geográfico Escolar, 2009. Adaptado.)

A seção de abertura da Rio+20 ocorreu no Rio de Janeiro, no dia 20 de junho de 2012. A presidente da República do Brasil, Dilma Rousseff, fez um pronunciamento à nação às 21 horas, horário de Brasília. Os moradores de La Paz, na Bolívia, de Caracas, na Venezuela, de Buenos Aires, na Argentina, e do Arquipélago de Fernando de Noronha, no Brasil, se quisessem assistir ao vivo à fala da presidente, deveriam ter ligado seus televisores, respectivamente, nos seguintes horários:

  1. 22h; 20h30; 21h; 19h.
  2. 20h; 21h30; 21h; 22h.
  3. 21h; 22h30; 20h; 22h.
  4. 18h; 22h30; 20h; 19h.
  5. 20h; 19h30; 21h; 22h.

 

Tópicos desta questão: Geografia

48 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

Analise os gráficos.

Com base nas informações fornecidas e em conhecimentos sobre a dinâmica do lixo sólido no Brasil, é correto afirmar que a coleta seletiva

  1. mais do que dobrou de 2006 a 2008, devido ao surgimento de usinas de compostagem, sendo as regiões Sul e Norte as mais atendidas em 2010.
  2. dobrou de 2004 a 2006, devido ao crescimento de cooperativas de catadores de lixo, sendo as regiões Sudeste e Centro-Oeste as mais atendidas em 2010.
  3. mais do que quintuplicou de 1994 a 2010, devido à possibilidade de reciclagem de vários materiais, sendo as regiões Sul e Sudeste as mais atendidas em 2010.
  4. triplicou de 1994 a 1999, devido à rígida Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), sendo as regiões Sul e Sudeste as mais atendidas em 2010.
  5. dobrou de 1994 a 2004, devido à instalação de coopera tivas de reciclagem, sendo as regiões Sul e Nordeste as mais atendidas em 2010.

 

Tópicos desta questão: Geografia

47 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

O fenômeno dos “rios voadores”

“Rios voadores” são cursos de água atmosféricos, invisíveis, que passam por cima de nossas cabeças transportando umidade e vapor de água da bacia Amazônica para outras regiões do Brasil. A floresta Amazônica funciona como uma bomba d’água. Ela “puxa” para dentro do continente umidade evaporada do oceano Atlântico que, ao seguir terra adentro, cai como chuva sobre a floresta. Pela ação da evapotranspiração da floresta, as árvores e o solo devolvem a água da chuva para a atmosfera na forma de vapor de água, que volta a cair novamente como chuva mais adiante. O Projeto Rios Voadores busca entender mais sobre a evapotranspiração da floresta Amazônica e a importante contribuição da umidade gerada por ela no regime de chuva do Brasil.

(www.riosvoadores.com.br. Adaptado)

A partir da leitura do texto e da observação do mapa, é correto afirmar que, no Brasil,

  1. cada vez mais, a floresta é substituída por agricultura ou pastagem, procedimento que promove o desenvovimento econômico, sem influenciar, significativmente, o clima na América do Sul.
  2. os recursos hídricos são abundantes e os regimes fluviais não serão alterados, apesar das mudanças climáticas que ameaçam modificar o regime de chuvas na América do Sul.
  3. o atual desenvolvimento da Amazônia não afeta o sistema hidrológico, devido à aplicação de medidas rigorosas contra o desmatamento e danos à biodiversidade da floresta.
  4. os mecanismos climatológicos devem ser considerados na avaliação dos riscos decorrentes de ações como o desmatamento, as queimadas, a abertura de novas fronteiras agrícolas e a liberação dos gases do efeito estufa.
  5. a circulação atmosférica é dominada por massas de ar carregadas de umidade que, encontrando a barreira natural formada pelos Andes, precipitam-se na encosta leste, alimentando as bacias hidrográficas do país.

 

Tópicos desta questão: Geografia

46 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

As manchetes de jornal de junho de 2012 enfatizaram a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. A Rio+20, como ficou conhecida, tinha o desafio de dar continuidade à conscientização global que teve início na Rio 92.

As diretrizes propostas por essas conferências têm por finalidade o desenvolvimento sustentável, o qual se refere a um modelo de

  1. consumo que vise atender às necessidades das gerações presentes, sem comprometer o atendimento às necessidades das gerações futuras.
  2. desenvolvimento social e econômico que objetive a satisfação financeira e cultural da sociedade.
  3. consumo excessivo dos recursos naturais, com vistas à preservação, para as gerações futuras, das espécies animais em extinção.
  4. desenvolvimento global que disponha dos recursos naturais para suprir as necessidades da geração atual.
  5. desenvolvimento global que incorpore e priorize os aspectos do desenvolvimento econômico.

 

Tópicos desta questão: Geografia

45 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

Analise os mapas

Considerando as escalas utilizadas nos mapas, é correto afirmar que

  1. o mapa 1 favorece maior detalhamento do terreno do que o mapa 2.
  2. o mapa 2 abrange uma área menor do que o mapa 1.
  3. assemelham-se, pois nos dois casos foi utilizada uma pequena escala.
  4. retratam períodos diferentes de uma mesma localidade.
  5. ambos os mapas apresentam o mesmo nível de detalhe.

 

Tópicos desta questão: Geografia

44 (Unesp 2013 – Primeira Fase)

Leia a descrição de quatro grandes tipos climáticos do Brasil e, em seguida, examine o mapa, que representa a divisão regional do país em grandes tipos climáticos

  1. Chuvas entre 2 000 e 3 000mm e elevadas temperaturas durante todo o ano, com média de 26°C.
  2. Regular distribuição das chuvas durante o ano e temperaturas mais amenas, com médias inferiores a 18°C e esporádica queda de neve.
  3. Chuvas escassas e irregulares, com precipitações médias de 500 a 700mm, e temperaturas elevadas, com médias de 28°C.
  4. Duas estações bem marcantes: uma chuvosa e quente, com 1 200mm de precipitação e médias térmicas de 24°C, e outra seca e fria, com 200mm de chuvas e 17°C de média térmica.
(Maria Elena Simielli. Geoatlas, 2011. Adaptado)(Maria Elena Simielli. Geoatlas, 2011. Adaptado)

Assinale a alternativa que contém a correta associação entre a descrição climática e sua área de ocorrência.

  1. 1D; 2B; 3A; 4C.
  2. 1C; 2A; 3B; 4D.
  3. 1B; 2D; 3C; 4A.
  4. 1A; 2C; 3D; 4B.
  5. 1C; 2B; 3D; 4A.

 

 

Tópicos desta questão: Geografia

18 (Unicamp 2013 – Primeira Fase)

Escala, em cartografia, é a relação matemática entre as dimensões reais do objeto e a sua representação no mapa. Assim, em um mapa de escala 1:50.000, uma cidade que tem 4,5 km de extensão entre seus extremos será representada com

  1. 9 cm.

  2. 90 cm.

  3. 225 mm.

  4. 11 mm.

     

Tópicos desta questão: Geografia

17 (Unicamp 2013 – Primeira Fase)

“O Plenário da Câmara aprovou, em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 438/01, do Senado, que permite a expropriação de imóveis rurais e urbanos onde a fiscalização encontrar exploração de trabalho escravo, e os destina à reforma agrária e a programas de habitação popular. A proposta é oriunda do Senado e, como foi modificada na Câmara, volta para exame dos senadores”. (“Aprovada PEC do trabalho escravo”.

Notícias online no sítio da Comissão Pastoral da Terra. Disponível em http://www.cptnacional.org.br/index.php/noticias/49-trabalhoescravo/1099-aprovada-pec-do-trabalho-escravo. Acessado em 04/08/2012.)

Embora o Brasil esteja plenamente inserido na era da denominada sociedade digital e do consumo, e a população tenha conquistado algumas garantias para o exercício de sua cidadania, o país ainda enfrenta relações de exploração de trabalho análogas às do período da escravidão. Sobre o trabalho escravo no Brasil, pode-se afirmar que:

  1. É uma prática mantida por fazendeiros do interior do Brasil que, embora registrem em carteira seus funcionários, não realizam de maneira adequada o pagamento de um salário mínimo, conforme obriga a lei em vigor.

  2. As relações de exploração de trabalho análogas à escravidão são identificadas pelos fiscais do Ministério do Trabalho apenas em regiões distantes dos grandes centros urbanos, onde a presença do Estado é precária.

  3. É uma prática mais comum nas fazendas de produção de carvão e de criação de gado do interior do Brasil, sendo quase inexistente nas fazendas modernas de produção de grãos e de cana-de-açúcar.

  4. Relações de exploração de trabalho análogas à escravidão ainda são encontradas em diferentes partes do país, tanto em áreas rurais quanto em áreas urbanas.

     

Tópicos desta questão: Geografia

16 (Unicamp 2013 – Primeira Fase)

A tabela a seguir traz informações sobre a percentagem de pessoas que residem fora de seu Estado de origem, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2001/2007 do IBGE.

Regiões 2001 2003 2005 2007
Centro-Oeste 37,4 36,3 36,5 35,2
Norte 22,8 23,1 23,1 22,5
Nordeste 7,5 7,8 7,9 7,5
Sul 12,1 12,2 12,2 12,2
Sudeste 18,9 18,7 18,6 17,8
Pessoas residentes não naturais da Unidade da Federação de residência (em %)

Com base nas informações da tabela sobre a dinâmica migratória da população brasileira, é possível afirmar que:

  1. Os Estados da região Nordeste do Brasil apresentaram, no período, a menor percentagem de população nascida em outras Unidades da Federação. Isso ocorre porque os Estados dessa região sempre apresentaram uma elevada taxa de imigração de sua população para outras unidades da federação.

  2. Os Estados da região Centro-Oeste apresentaram, no período, a maior percentagem de pessoas residentes oriundas de outras Unidades da Federação. Isso ocorre porque esses Estados receberam, nas últimas décadas, elevados fluxos migratórios de população brasileira para a ocupação da fronteira agrícola.

  3. Nos Estados da região Sudeste houve um decréscimo da percentagem de pessoas residentes nascidas em outras Unidades da Federação. Isso ocorre porque todos os Estados dessa região sempre tiveram importantes fluxos emigratórios de população direcionados para a ocupação de outras regiões do país.

  4. Os Estados da região Sul têm o segundo menor índice de pessoas residentes não naturais dessas Unidades da Federação. Isso ocorre porque esses Estados, historcamente, apresentam baixos fluxos emigratórios de sua população com destino a outras unidades da federação.

     

 

Tópicos desta questão: Geografia

15 (Unicamp 2013 – Primeira Fase)

O esquema abaixo representa a entrada de uma frente fria, uma condição atmosférica muito comum, especialmente nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Sobre esta condição é correto afirmar que:

  1. É típica de inverno, quando massas frias atravessam essas regiões, provocando inicialmente uma precipitação e, na sequência, queda da temperatura e tempo mais seco.

  2. Trata-se da chegada de uma massa quente, que ocorre tanto no verão quanto no inverno, provocando intensas chuvas, sendo comuns a ocorrência de tempestades e o aumento significativo na temperatura.

  3. O contato entre as massas de ar indica fortes chuvas, de tipo orográficas, que permanecem estacionadas num mesmo ponto durante vários dias.

  4. As precipitações de tipo convectivas ocorrem especialmente nos meses de verão, sendo comum a ocorrência de chuvas de granizo no final da tarde.

     

 

Tópicos desta questão: Geografia

14 (Unicamp 2013 – Primeira Fase)

Em zonas de altas montanhas, como no Himalaia, a vegetação se desenvolve em diferentes altitudes, a que se associam variações das condições de temperatura, umidade, exposição do sol e ventos. Após examinar a figura a seguir, assinale a alternativa correta a respeito da distribuição da vegetação em relação à altitude.

(Adaptado de http://www.prof2000.pt/users/elisabethm/geo7/clima/climas.htm. Acessado em 1/10/2012)

  1. Até 2000m, floresta temperada; de 2000 a 3000m, floresta tropical; de 3000 a 5000m, gramíneas; de 5000 a 6000m, floresta de coníferas; acima de 6000m, terreno coberto por gelo.

  2. Até 2000m, floresta de coníferas; de 2000 a 3000m, floresta temperada; de 3000 a 5000m, floresta tropical; de 5000 a 6000m, gramíneas; acima de 6000m, terreno coberto por gelo.

  3. Até 2000m, gramíneas; de 2000 a 3000m, floresta de coníferas; de 3000 a 5000m, floresta temperada; de 5000 a 6000m, floresta tropical; acima de 6000m terreno coberto por gelo.

  4. Até 2000m, floresta tropical; de 2000 a 3000m, floresta temperada; de 3000 a 5000m, floresta de coníferas; de 5000 a 6000m, gramíneas; acima de 6000m, terreno coberto por gelo.

     

 

Tópicos desta questão: Geografia

13 (Unicamp 2013 – Primeira Fase)

Solo é a camada superior da superfície terrestre, onde se fixam as plantas, que dependem de seu suporte físico, água e nutrientes. Um perfil de solo é representado na figura abaixo. Sobre o perfil apresentado é correto afirmar que:

  1. O horizonte (ou camada) O correspondente ao acúmulo de material orgânico que é gradualmente decomposto e incorporado aos horizontes inferiores, acumulando-se nos horizontes B e C.
  2. O horizonte A apresenta muitos minerais não alterados da rocha que deu origem ao solo, sendo normalmente o horizonte menos fértil do perfil.
  3. O horizonte C corresponde à transição entre solo e rocha, apresentando, normalmente, em seu interior, fragmentos da rocha não alterada.
  4. O horizonte B apresenta baixo desenvolvimento do solo, sendo um dos primeiros horizontes a se formar e o horizonte com a menor fertilidade em relação aos outros horizontes.

     

Tópicos desta questão: Geografia

12 (Unicamp 2013 – Primeira Fase)

No século XXI, a participação do Produto Interno Bruto (PIB) do Nordeste no PIB brasileiro vem aumentando paulatinamente, o que indica que a região passa por um ciclo de crescimento econômico. Os principais fatores responsáveis por esse fenômeno são:

  1. investimentos de grandes empresas em empreendimentos voltados para a promoção de economias solidárias e para o desenvolvimento de atividades de pequenos produtores agroextrativistas.

  2. investimentos públicos em infraestrutura, concessões estatais de créditos e incentivos fiscais a empresas, e o aumento do consumo da população mais pobre, que passa a ter acesso ao crédito.

  3. investimentos de bancos privados em grandes obras de infraestrutura direcionadas para a transposição do Rio São Francisco e para a melhoria dos sistemas de transportes rodoviário e ferroviário da região.

  4. investimentos de bancos estrangeiros em empreendimentos voltados para a aquisição de grandes extensões de terras e para a instalação de rede hoteleira nas áreas litorâneas da região.

     

Tópicos desta questão: Geografia

11 (Unicamp 2013 – Primeira Fase)

A metrópole industrial do passado integrava no espaço urbano diversos processos produtivos, ocorrendo uma concentração espacial das plantas de fábrica, da infraestru tura e dos trabalhadores. Na metrópole contemporânea predomina uma dispersão territorial das atividades econômicas e da força de trabalho. Nesta, a produção fabril tende a se instalar na periferia ou nos arredores do perímetro urbano, enquanto as atividades associadas ao poder financeiro, político e conômico concentram-se na área urbana mais adensada.

(Adaptado de Carlos de Matos, “Redes, nodos e cidades: transformação da metrópole latino-americana”, em Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro (org.), Metrópoles: entre a coesão e a fragmentação, a cooperação e o conflito. São Paulo: Editora Perseu Abramo; Rio de Janeiro: Fase, 2004, 157-196.)

Como principal característica da metrópole contemprânea, destaca-se

  1. a concentração da atividade industrial e das funções administrativas das empresas no mesmo local.

  2. o aumento da densidade demográfica nas áreas do antigo centro histórico da metrópole.

  3. a concentração do poder decisório da administração pública e das empresas em uma única área da metrópole.

  4. a diversificação das atividades comerciais e de serviços na área do perímetro urbano.

     

Tópicos desta questão: Geografia

10 (Unicamp 2013 – Primeira Fase)

A imagem abaixo mostra um local por onde passa o Trópico de Capricórnio. Sobre o Trópico de Capricórnio podemos afirma que:

  1. É a linha imaginária ao sul do Equador, onde os raios solares incidem sobre a superfície de forma perpendicular, o que ocorre em um único dia no ano.

  2. Os raios solares incidem perpendicularmente nesta linha imaginária durante o solstício de inverno, o que ocorre duas vezes por ano.

  3. Durante o equinócio, os raios solares atingem de forma perpendicular a superfície no Trópico de Capricórnio, marcando o início do verão.

  4. No início do verão (21 ou 22 de dezembro), as noites têm a mesma duração que os dias no Trópico de Capricórnio.

     

Tópicos desta questão: Geografia

10 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

Do ponto de vista tectônico, núcleos rochosos mais antigos, em áreas continentais mais interiorizadas, tendem a ser os mais estáveis, ou seja, menos sujeitos a abalos sísmicos e deformações. Em termos geomorfológicos, a maior estabilidade tectônica dessas áreas faz com que elas apresentem uma forte tendência à ocorrência, ao longo do tempo geológico, de um processo de

  1. aplainamento das formas de relevo, decorrente do intemperismo e da erosão.

  2. formação de depressões absolutas, gerada por acomodação de blocos rochosos.

  3. formação de canyons, decorrente de intensa erosão eólica.

  4. produção de desníveis topográficos acentuados, resultante da contínua sedimentação dos rios.

  5. geração de relevo serrano, associada a fatores climáticos ligados à glaciação.

     

Tópicos desta questão: Geografia

9 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

A economia da Índia tem crescido em torno de 8% ao ano, taxa que, se mantida, poderá dobrar a riqueza do país em uma década. Empresas indianas estão superando suas rivais ocidentais. Profissionais indianos estão voltando do estrangeiro para seu país, vendo uma grande chance de sucesso empresarial.

Beckett et al., 2007. Em http://www.wsj-asia.com/pdf. Acessado em junho/2011. Adaptado.

O significativo crescimento econômico da Índia, nos últimos anos, apoiou-se em vantagens competitivas, como a existência de

  1. diversas zonas de livre-comércio distribuídas pelo território nacional.

  2. expressiva mão de obra qualificada e não qualificada.

  3. extenso e moderno parque industrial de bens de capital, no noroeste do país.

  4. importantes “cinturões” agrícolas, com intenso uso de tecnologia, produtores de commodities.

  5. plena autonomia energética propiciada por hidrelétricas de grande porte.

     

Tópicos desta questão: Geografia

8 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

Observe o mapa, no qual estão assinaladas áreas de plantio de um importante produto agrícola.

Esse produto e características de suas áreas de ocorrência estão corretamente indicados em:

Produto Declividade do terreno Clima
A arroz muito baixa (<3%) temperado e subtropical
B soja variável equatorial
C cana-de-açúcar variável subtropical e tropical
D milho baixa (até 12%) tropical úmido
E trigo baixa (até 12%) temperado e subtropical
  1. A

  2. B

  3. C

  4. D

  5. E

     

Tópicos desta questão: Geografia

7 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

Considere as afirmativas, o mapa, o gráfico e a imagem das casas semissoterradas, na China, para responder à questão.

  1. Tempestades de areia que têm atingido Pequim nos últimos anos relacionam-se a ventos que sopram do deserto de Gobi em direção a essa cidade.
  2. A baixa pressão atmosférica predominante sobre o deserto de Gobi é responsável pela formação de ventos fortes nessa região.
  3. A diminuição de índices de precipitação atmosférica na região de Pequim e o avanço de terras cobertas por areia são indícios de um processo de desertificação.
  4. A grande região desértica asiática, da qual faz parte o deserto de Gobi, liga-se à macrorregião formada pelos desertos do Saara e da Arábia.

Está correto o que se afirma em

  1. I e II, apenas.

  2. II e III, apenas.

  3. I, III e IV, apenas.

  4. II, III e IV, apenas.

  5. I, II, III e IV.

     

Tópicos desta questão: Geografia

6 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

Logo após a entrada de milhares de imigrantes norteafricanos na Itália, em abril deste ano, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, e o primeiroministro da Itália, Silvio Berlusconi, fizeram as seguintes declarações a respeito de um consenso entre países da União Europeia (UE) e associados.

Queremos mantê-lo vivo, mas para isso é preciso reformá-lo.

Nicolas Sarkozy

Não queremos colocá-lo em causa, mas em situações excepcionais acreditamos que é preciso fazer alterações, sobre as quais decidimos trabalhar em conjunto.

Silvio Berlusconi

http://pt.euronews.net. Acesso em julho/2011. Adaptado.

Sarkozy e Berlusconi encaminharam pedido à UE, solicitando a revisão do

  1. Tratado de Maastricht, o qual concede anistia aos imigrantes ilegais radicados em países europeus há mais de 5 anos.

  2. Acordo de Schengen, segundo o qual Itália e França devem formular políticas sociais de natureza bilateral.

  3. Tratado de Maastricht, que implementou a União Econômica Monetária e a moeda única em todos os países da UE.

  4. Tratado de Roma, que criou a Comunidade Econômica Europeia (CEE) e suprimiu os controles alfandegários nas fronteiras internas.

  5. Acordo de Schengen, pelo qual se assegura a livre circulação de pessoas pelos países signatários desse acordo

     

Tópicos desta questão: Geografia

5 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

Observe os mapas do Brasil.

Considere as afirmativas relacionadas aos mapas.

  1. Alta concentração fundiária e pouca diversificação da atividade econômica são características de um bolsão de pobreza existente no extremo sul do Brasil.
  2. A despeito de seus excelentes indicadores econômicos bem como de seu elevado grau de industrialização, a Região Sudeste abriga bolsões de pobreza.
  3. A biodiversidade da floresta assegura alta renda per capita aos habitantes da Amazônia, enquanto moradores da caatinga nordestina padecem em bolsões de pobreza.
  4. Embora Brasília detenha alguns dos melhores indicadores socioeconômicos do país, o próprio Distrito Federal e arredores abrigam um bolsão de pobreza.

Está correto o que se afirma em

  1. I, II e III, apenas.

  2. I, II e IV, apenas.

  3. II e III, apenas.

  4. III e IV, apenas.

  5. I, II, III e IV.

     

Tópicos desta questão: Geografia

4 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

Observe os seguintes mapas do Brasil.

Os mapas representam, respectivamente, os temas

I II III
A Natalidade Mortalidade infantil IDH
B Mortalidade infantil Alfabetização Trabalho infantil
C Alfabetização Trabalho infantil IDH
D Natalidade IDH Trabalho infantil
E Alfabetização Mortalidade infantil Natalidade
  1. A

  2. B

  3. C

  4. D

  5. E

     

Tópicos desta questão: Geografia

3 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

Ainda no começo do século 20, Euclides da Cunha, em pequeno estudo, discorria sobre os meios de sujeição dos trabalhadores nos seringais da Amazônia, no chamado regime de peonagem, a escravidão por dívida. Algo próximo do que foi constatado em São Paulo nestes dias [agosto de 2011] envolvendo duas oficinas terceirizadas de produção de vestuário.

José de Souza Martins, 2011. Adaptado.

No texto acima, o autor faz menção à presença de regime de trabalho análogo à escravidão, na indústria de bens

  1. de consumo não duráveis, com a contratação de imigrantes asiáticos, destacando-se coreanos e chineses.

  2. de consumo duráveis, com a superexploração, por meio de empresas de pequeno porte, de imigrantes chilenos e bolivianos.

  3. intermediários, com a contratação prioritária de imigrantes asiáticos, destacando-se coreanos e chineses.

  4. de consumo não duráveis, com a superexploração, principalmente, de imigrantes bolivianos e peruanos.

  5. de produção, com a contratação majoritária, por meio de empresas de médio porte, de imigrantes peruanos e colombianos.

     

Tópicos desta questão: Geografia

2 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

Considere os mapas.

Dinâmicas espaciais na cidade de São Paulo

Com base no mapa e em seus conhecimentos, é correto afirmar que, tendo em vista as dinâmicas espaciais na cidade de São Paulo, os hotéis

  1. acompanharam o desenvolvimento, na cidade, de novas áreas de centralidade.

  2. expandiram-se para o sudeste da cidade, devido ao desenvolvimento do setor primário.

  3. deslocaram-se em direção às avenidas marginais, acompanhando o processo de conurbação.

  4. migraram em direção à região sudoeste, em função do despovoamento do centro histórico.

  5. foram atraídos para a periferia, devido à descentralização das indústrias paulistanas

     

Tópicos desta questão: Geografia

1 (FUVEST 2012 – Primeira Fase)

Observe as charges.

As charges, respectivamente, dos cartunistas Henfil (1982) e Dalcio (2011) estão separadas por quase trinta anos de história, mas unidas na crítica

  1. ao preço, no mercado internacional, da madeira extraída das florestas brasileiras.

  2. à presença de capital estrangeiro na exploração de madeiras de florestas no país.

  3. à exportação ilegal, via países vizinhos, de madeira extraída das florestas brasileiras.

  4. ao desmatamento extensivo e indiscriminado das florestas brasileiras.

  5. ao uso recorrente de queimadas na eliminação de florestas no país.

UEA) Analise as pirâmides etárias:

Assinale a alternativa correta.

a) A população brasileira está tornando-se cada vez mais jovem.

b) A população brasileira está envelhecendo ao longo dos anos.

c) O número de idosos ultrapassará o de jovens até 2020.

d) A estrutura etária da população pouco tem mudado ao longo dos anos.

e) A população masculina predomina em relação à feminina.

 

Existem quatro tipos de pirâmides etárias que refletem a estrutura da sociedade. Sobre esses tipos de pirâmides, assinale a alternativa INCORRETA:

a) A pirâmide jovem possui a base larga, o que indica altas taxas de natalidade. Sendo assim, a população do lugar representado é considerada jovem.

b) A pirâmide adulta possui base larga, contudo, apresenta tendências de redução. O topo aparece mais alargado bem como o corpo da pirâmide, que representa a população economicamente ativa.

c) A pirâmide envelhecida possui a base larga, indicando aumento da população idosa e, consequentemente, elevação da expectativa de vida. Além disso, seu topo é estreito, indicando diminuição das taxas de natalidade.

d) A pirâmide rejuvenescida apresenta base alargada e topo também mais largo, tendência vista, principalmente, em países desenvolvidos.

Sobre a análise das pirâmides etárias, marque V para as proposições verdadeiras e F para as proposições falsas:

(  ) O topo das pirâmides representa a população jovem.

(  ) O corpo das pirâmides representa a população adulta.

(  ) A base das pirâmides representa a população idosa.

(  ) No eixo horizontal, as mulheres estão representadas à esquerda, e os homens à direita.

Assinale a alternativa correta:

a) FVFV

b) FVFF

c) VVFF

d) FVVF

 

Ilhas de calor afetam cidades médias de SP

(…) Uma pesquisa realizada por pesquisadores da Unesp (Universidade Estadual Paulista) constatou que a existência do fenômeno é cada vez mais evidente também em cidades médias paulistas.

Segundo João lima Sant’Anna Neto, professor do Departamento de Geografia do campus de Presidente Prudente (oeste do Estado), um levantamento feito em 14 cidades verificou que houve aumento de 1ºC na temperatura nos últimos 49 anos.

(Folha de S. Paulo – 02/08/2012. Disponível em: www.folha.uol.br)

Os registros da difusão de ilhas de calor nas cidades médias paulistas pode estar vinculado:

a) ao aquecimento global

b) aos danos causados pelo efeito estufa

c) à verticalização dos ambientes urbanos

d) à construção de espelhos d’água

e) à falta de infraestrutura, a exemplo da não pavimentação das ruas

Nas cidades, as ilhas de calor são mais frequentemente sentidas em regiões:

a) periféricas

b) centrais

c) próximas a parques ambientais

d) nas margens de rios

e) em prédios e torres altas

Suponha que você seja um consultor ambiental de uma importante cidade brasileira que sofre com o fenômeno das ilhas de calor. A diferença de temperatura entre um ambiente e outro nessa cidade chega a atingir os 10ºC. Para resolver ou atenuar esse problema, quais tipos de medidas deveriam ser adotadas entre as abaixo relacionadas?

I. Ampliação da cobertura vegetal, incluindo áreas em coberturas de edifícios.

II. Implantação de espelhos d’água em áreas urbanizadas.

III. Remoção de parques para a construção de edifícios modernos.

IV. Incentivo a meios de transporte que não sejam de massa.

V. Elaboração de políticas de combate à poluição.

a) somente as medidas I e II

b) somente as medidas III e IV

c) somente as medidas IV e V

d) somente as medidas I, II e V

e) todas as medidas citadas

ENEM (2011)

O fenômeno de ilha de calor é o exemplo mais marcante da modificação das condições iniciais do clima pelo processo de urbanização, caracterizado pela modificação do solo e pelo calor antropogênico, o qual inclui todas as atividades humanas inerentes à sua vida na cidade.

BARBOSA, R. V. R. Áreas verdes e qualidade térmica em ambientes urbanos: estudo em microclimas em Maceió. São Paulo: EdUSP, 2005.

O texto exemplifica uma importante alteração socioambiental, comum aos centros urbanos. A maximização desse fenômeno ocorre

a) pela reconstrução dos leitos originais dos cursos d’água antes canalizados.

b) pela recomposição de áreas verdes nas áreas centrais dos centros urbanos.

c) pelo uso de materiais com alta capacidade de reflexão no topo dos edifícios.

d) pelo processo de impermeabilização do solo nas áreas centrais das cidades.

e) pela construção de vias expressas e gerenciamento de tráfego terrestre

Os protestos nessa revolução iniciaram-se em janeiro de 2011, com o objetivo de derrubar o então ditador Hosni Mubarak, o que foi concretizado em menos de um mês. Os rebeldes foram profundamente influenciados por outra revolução realizada em um país próximo, que derrubou o então ditador Zine El Abidini Ben Ali, que se encontrava há 24 anos no poder.

As revoluções a que o texto se refere são, respectivamente:

a) Revolução dos Clérigos, em Bangladesh, e a Revolução dos Trópicos, na China.

b) Revolução de Independência da Bósnia e a Revolta Militar Sérvia.

c) Revolução de Lótus, no Egito, e Revolução de Jasmim, na Tunísia.

d) Revolução da Síria e Revolução Iraniana.

 

Primavera Árabe” precisa ser aposentada

Eu acho que agora é oficial: a “Primavera Árabe” precisa ser aposentada. Não tem nada de primaveril acontecendo por lá. O mais amplo, mas ainda vagamente esperançoso, “Despertar Árabe” também já não parece válido, considerando-se tudo o que já foi despertado. E, por isso, o estrategista Anthony Cordesman provavelmente está certo quando afirma que atualmente é melhor falar da “Década Árabe” ou do “Quarto de Século Árabe” – um longo período de instabilidade intranacional e intrarregional, durante o qual a luta tanto pelo futuro do Islã quanto pelo futuro de cada país árabe se misturou em um “choque dentro de uma civilização” […].

FRIEDMAN, Thomas L. “Primavera Árabe” precisa ser aposentada. Uol Notícias, 13/04/2013. Disponível em: http://noticias.uol.com.br/blogs-e-colunas/coluna/thomas-friedman/2013/04/13/primavera-arabe-precisa-ser-aposentada.htm

De acordo com a leitura do texto e com os seus conhecimentos sobre o que se denominou por “Primavera Árabe”, assinale a alternativa incorreta:

a) O autor defende a ideia de que a expressão “Primavera Árabe” não é suficiente para designar as sucessivas revoltas populares no Oriente Médio em razão do caráter duradouro desses movimentos, que se estendem por mais tempo do que uma simples estação do ano.

b) A escolha do autor pela expressão “Década Árabe” se deve ao fato de as revoluções da Primavera Árabe já terem completado dez anos de existência.

c) Ao contrário do que ocorre na Tunísia e no Egito, as revoluções na Líbia e na Síria caracterizam-se pelo confronto militar entre tropas leais aos regimes e os povos rebeldes.

d) Nem todas as revoluções da Primavera Árabe desejam a deposição dos governantes, a exemplo da população do Marrocos, que defende apenas a diminuição dos plenos poderes do Rei Mohammed VI.

e) Percebe-se no texto que o autor preconiza a ideia de que a duração das sucessivas revoluções árabes pode ser maior do que a comunidade internacional imaginava.

 

(Enem – 2011)

No mundo árabe, países governados há décadas por regimes políticos centralizadores contabilizam metade da população com menos de 30 anos; desses, 56% têm acesso à internet. Sentindo-se sem perspectivas de futuro e diante da estagnação da economia, esses jovens incubam vírus sedentos por modernidade e democracia. Em meados de dezembro, um tunisiano de 26 anos, vendedor de frutas, põe fogo no próprio corpo em protesto por trabalho, justiça e liberdade. Uma série de manifestações eclode na Tunísia e, como uma epidemia, o vírus libertário começa a se espalhar pelos países vizinhos, derrubando em seguida o presidente do Egito, Hosni Mubarak. Sites e redes sociais — como o Facebook e o Twitter — ajudaram a mobilizar manifestantes do norte da África a ilhas do Golfo Pérsico.

SEQUEIRA, C. D.; VILLAMÉA, L. A epidemia da Liberdade. IstoÉ Internacional. 2 mar. 2011 (adaptado).

Considerando os movimentos políticos mencionados no texto, o acesso à internet permitiu aos jovens árabes:

a) reforçar a atuação dos regimes políticos existentes.

b) tomar conhecimento dos fatos sem se envolver.

c) manter o distanciamento necessário à sua segurança.

d) disseminar vírus capazes de destruir programas dos computadores.

 

e) difundir ideias revolucionárias que mobilizaram a população.

Guerra Fria foi o nome dado a um conflito após a Segunda Guerra Mundial (1945) envolvendo dois países que adotavam sistemas político-econômicos opostos: capitalismo e socialismo. Os dois países protagonistas da Guerra Fria são:

a) Estados Unidos e Japão.

b) Inglaterra e União Soviética.

c) União Soviética e Itália.

d) Alemanha e França.

e) Estados Unidos e União Soviética.

Discorra sobre as principais características da Guerra Fria.

 

De que forma a Guerra Fria influenciou na política brasileira?
(FMU-SP) O Pacto de Varsóvia, criado em 1955 e extinto em 1991, teve como principal objetivo:

a) Reunir os países socialistas como a Alemanha Oriental e a Alemanha Ocidental contra a OTAN.

b) Consolidar a influência soviética sobre os países da Europa Oriental.

c) Conter a influência soviética sobre os países da Europa Oriental.

d) Consolidar a influência socialista na Europa Ocidental.

e) Consolidar a influência capitalista na Europa Oriental.

 

A “Guerra Fria” foi a expressão utilizada para caracterizar um tipo de política externa decorrente da:

a) Polarização do mundo em dois blocos político-militares, entre as duas guerras mundiais.

b) Polarização do mundo em blocos interessados na exploração e posse da Sibéria.

c) Polarização do mundo em dois blocos político-militares, após a Segunda Guerra Mundial.

d) Polarização do mundo em dois blocos liderados pela Alemanha, Itália e Japão. De um lado a Inglaterra, Rússia, Estados Unidos e França de outro.

e) A disputa das áreas árticas e antárticas, após a Segunda Guerra Mundial.

Os 45 anos que vão do lançamento das bombas atômicas até o fim da União Soviética não foram um período homogêneo único na história do mundo. […] Dividem-se em duas metades, tendo como divisor de águas o início da década de 70. Apesar disso, a história deste período foi reunida sob um padrão único pela situação internacional peculiar que o dominou até a queda da União Soviética.
HOBSBAWM, Eric J. A era dos extremos. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
O período citado no texto e conhecido por Guerra Fria pode ser definido como aquele momento histórico em que houve:

a) corrida armamentista entre as potências imperialistas europeias ocasionando a Primeira Guerra Mundial.

b) domínio dos países socialistas do Sul do globo pelos países capitalistas do Norte.

c) choque ideológico entre a Alemanha Nazista/União Soviética Stalinista, durante os anos 1930.

d) disputa pela supremacia da economia mundial entre o Ocidente e as potências orientais, como a China e o Japão.

e) constante confronto das duas superpotências que emergiram da Segunda Guerra Mundial.

O Islã foi o alicerce sobre o qual se ergueu um grande império. O mundo muçulmano, que se estende pelo Oriente Médio, África do Norte, Ásia Setentrional e um pequeno trecho da Europa, é o fruto desse império. Mundo árabe não se confunde com mundo muçulmano. […] O Oriente Médio, núcleo histórico e cultural do Islã e do mundo árabe, figura como foco de conflitos geopolíticos, nacionais e religiosos. Um dos eixos desse conflito é a disputa pela influência na região petrolífera do golfo pérsico. O outro eixo é a questão nacional entre Israel e Palestina, que tem repercussões mundiais.

MAGNOLI, Demétrio. Geografia para o Ensino Médio. São Paulo: Atual, 2008. p.523.

Com base no texto acima e nos conhecimentos gerais sobre a cultura árabe no Oriente Médio, podemos afirmar que a diferença entre mundo árabe e islamismo é:

a) Árabe é uma expressão utilizada para expressar os costumes e a cultura muçulmana.

b) O Islamismo deve ser a religião oficial de qualquer nação que queira se tornar árabe.

c) Árabe refere-se à língua e muçulmano refere-se à religião.

d) As diferenças entre mundo árabe e mundo muçulmano são praticamente nulas e tais palavras podem ser utilizadas como sinônimas.

e) Árabe é o nome da região geográfica em que habitam os povos islâmicos.

A questão religiosa é um dos fatores que fundaram as zonas de instabilidade no Oriente Médio. A cidade de Jerusalém é considerada sagrada para três diferentes religiões, que são:

a) budismo, islamismo e cristianismo.

b) islamismo, judaísmo e cristianismo.

c) catolicismo, protestantismo e hinduísmo.

d) hinduísmo, budismo e judaísmo.

 

e) judaísmo, islamismo e hinduísmo.

(Unicamp 2012)

Em discurso proferido em 20 de maio de 2011, o presidente dos EUA, Barack Obama, pronunciou-se sobre as negociações relativas ao conflito entre palestinos e israelenses, propondo o retorno à configuração territorial anterior à Guerra dos Seis Dias, ocorrida em 1967. Sobre o contexto relacionado ao conflito mencionado é correto afirmar que:

a) A criação do Estado de Israel, em 1948, marcou o início de um período de instabilidade no Oriente Médio, pois significou o confisco dos territórios do Estado da Palestina que existia até então e desagradou o mundo árabe.

b) A Guerra dos Seis Dias insere-se no contexto de outras disputas entre árabes e israelenses, por causa das reservas de petróleo localizadas naquela região do Oriente Médio.

c) A Guerra dos Seis Dias significou a ampliação territorial de Israel, com a anexação de territórios, justificada pelos israelenses como medida preventiva para garantir sua segurança contra ações árabes.

 

d) O discurso de Obama representa a postura tradicional da diplomacia norte-americana, que defende a existência dos Estados de Israel e da Palestina, e diverge da diplomacia europeia, que condena a existência dos dois Estados.

(PUC-MG)

A partilha da Palestina está completando 60 anos. Tendo em vista a partilha e seus impactos, a base para a criação do Estado de Israel foi assentada:

a) na existência de um Estado judaico sob aprovação dos países árabes.

b) na legitimação pela força comprovada pela sequência de conflitos e guerras.

c) na possibilidade da existência de uma maioria judaica num território.

d) na ideologia sionista, que defendia a entrada dos judeus na Palestina sob domínio inglês.

 

Trata-se de um grupo étnico que se configura como a maior nação sem pátria no mundo, ou seja, sem um Estado constituído. No total, eles formam uma população superior a 30 milhões de habitantes. Estamos falando dos:

a) Xiitas

b) Sunitas

c) Wahabitas

d) Curdos

 

e) palestinos

 

ENEM- 2010) Deseja-se instalar uma estação de geração de energia elétrica em um município localizado no interior de um pequeno vale cercado de altas montanhas de difícil acesso. A cidade é cruzada por um rio, que é fonte de água para consumo, irrigação das lavouras de subsistência e pesca. Na região, que possui pequena extensão territorial, a incidência solar é alta o ano todo. A estação em questão irá abastecer apenas o município apresentado. Qual forma de obtenção de energia, entre as apresentadas, é a mais indicada para ser implantada nesse município de modo a causar o menor impacto ambiental?

a) Termoelétrica, pois é possível utilizar a água do rio no sistema de refrigeração.

b) Eólica, pois a geografia do local é própria para a captação desse tipo de energia.

c) Nuclear, pois o modo de resfriamento de seus sistemas não afetaria a população.

d) Fotovoltaica, pois é possível aproveitar a energia solar que chega à superfície do local.

e) Hidrelétrica, pois o rio que corta o município é suficiente para abastecer a usina construída.

(UDESC) A procura por novas fontes renováveis de energia surge como alternativa importante para superar dois problemas atuais: a escassez de fontes não renováveis de energia, principalmente do petróleo, e a poluição ambiental causada por essas fontes (combustíveis fósseis).

Assinale a alternativa que apresenta um tipo de recurso energético não renovável:

a) Biomassa, massa dos seres vivos habitantes de uma região.

b) Hidrogênio, usado como célula combustível.

c) Biogás, utilização das bactérias na transformação de detritos orgânicos em metano.

d) Carvão mineral, extraído da terra pelo processo de mineração.

 

e) Energia geotérmica, aproveitamento do calor do interior da Terra.

 

A busca por opções de fontes de energia menos poluentes e mais abundantes já se tornou uma necessidade, visto que o uso de combustíveis fósseis tem provocado grandes impactos ambientais negativos. Sobre as fontes de energia alternativas, analise as proposições a seguir e identifique a resposta correta.

I – Há duas maneiras de se obter geração de energia por meio da luz solar: de forma direta, usando painéis de células fotovoltaicas ou usando coletores instalados nos telhados de residências, e de forma indireta, por meio de usinas construídas em áreas de bastante insolação.

II – O uso de biocombustíveis possui grandes vantagens para o meio ambiente por serem menos poluentes, renováveis e por utilizar-se pouca água para serem produzidos.

III – O Brasil possui pouco potencial eólico, visto que os ventos presentes no território não possuem intensidade necessária para geração de energia.

Está(ão) correta(s)

a) Apenas a proposição II

b) Apenas as proposições I e III

c) Apenas a proposição I

d) Apenas as proposições II e III

e) Todas as proposições

 

Sobre fontes de energia alternativas, correlacione as proposições aos respectivos termos e assinale a alternativa que contenha a ordem correta:

(  ) A energia é obtida por meio da intensidade dos ventos.

(  ) A obtenção de energia provém do calor gerado no interior do planeta.

(  ) A energia é obtida por meio da queima de plantas, madeira, matérias vegetais e animais.

(1) Geotérmica

(2) Eólica

(3) Biomassa

Assinale a alternativa correta:

a) 1 – 2 – 3

b) 2 – 1 – 3

c) 2 – 3 – 1

d) 3 – 1 – 2

 

Enem/2018)

escoamento

A dinâmica hidrológica expressa no gráfico demonstra que o processo de urbanização promove a

A) redução do volume dos rios.
B) expansão do lençol freático.
C) diminuição do índice de chuvas.
D) retração do nível dos reservatórios.
E) ampliação do escoamento superficial.

(Enem/2018)
TEXTO I

Há mais de duas décadas, os cientistas e ambientalistas têm alertado para o fato de a água doce ser um recurso escasso em nosso planeta. Desde o começo de 2014, o Sudeste do Brasil adquiriu uma clara percepção dessa realidade em função da seca.

TEXTO II

Dinâmicas atmosféricas no Brasil

Elementos relevantes ao transporte de umidade na América do Sul a leste dos Andes pelos Jatos de Baixos Níveis (JBN), Frentes Frias (FF) e transporte de umidade do Atlântico Sul, assim como a presença da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), para um verão normal e para o verão seco de 2014. “A” representa o centro da anomalia de alta pressão atmosférica.

clima no sudeste

De acordo com as informações apresentadas, a seca de 2014, no Sudeste, teve como causa natural o(a)

A) constituição de frentes quentes barrando as chuvas convectivas.
B) formação de anticiclone impedindo a entrada de umidade.
C) presença de nebulosidade na região de cordilheira.
D) avanço de massas polares para o continente.
E) baixa pressão atmosférica no litoral.

(Enem/2018) Os países industriais adotaram uma concepção diferente das relações familiares e do lugar da fecundidade na vida familiar e social. A preocupação de garantir uma transmissão integral das vantagens econômicas e sociais adquiridas tem como resultado uma ação voluntária de limitação do número de nascimentos.

GEORGE, P. Panorama do mundo atual. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1968 (adaptado).

Em meados do século XX, o fenômeno social descrito contribuiu para o processo europeu de

A) estabilização da pirâmide etária.
B) conclusão da transição demográfica.
C) contenção da entrada de imigrantes.
D) elevação do crescimento vegetativo.
E) formação de espaços superpovoados.

(Enem/2017) O desgaste acelerado sempre existirá se o agricultor não tiver o devido cuidado de combater as causas, relacionadas a vários processos, tais como: empobrecimento químico e lixiviação provocados pelo esgotamento causado pelas colheitas e pela lavagem vertical de nutrientes da água que se infiltra no solo, bem como pela retirada de elementos nutritivos com as colheitas. Os nutrientes retirados, quando não repostos, são comumente substituídos por elementos tóxicos, como, por exemplo, o alumínio.
LEPSCH, I. Formação e conservação dos solos. São Paulo: Oficinas de Texto, 2002 (adaptado).

A dinâmica ambiental exemplificada no texto gera a seguinte consequência para o solo agricultável

A) Elevação da acidez.
B) Ampliação da salinidade.
C) Formação de voçorocas.
D) Remoção da camada superior.
E) Intensificação do escoamento superficial

(Enem/2017) Os maiores consumidores da infraestrutura logística para exportação no Brasil são os produtos a granel, dentre os quais se destacam o minério de ferro, petróleo e seus derivados e a soja, que, por possuírem baixo valor agregado, e por serem movimentados em grande volume, necessitam de uma estrutura de grande porte e baixos custos. No caso da soja, a infraestrutura deixa muito a desejar, resultando em enormes filas de navios, caminhões e trens, que, por ficarem grande parte do tempo ocioso nas filas, têm seu custo majorado, onerando fortemente o exportador, afetando sua margem de lucro e ameaçando nossa competitividade internacional.
FLEURY, P. F. A infraestrutura e os desafios logísticos das exportações brasileiras. Rio de Janeiro: CEL; Coppead; UFRJ, 2005 (adaptado).

No contexto do início do século XXI, uma ação para solucionar os problemas logísticos da soja apresentados no texto seria a

A) isenção de impostos de transportes.
B) construção de terminais atracadouros.
C) diversificação dos parceiros comerciais.
D) contratação de trabalhadores portuários.
E) intensificação do policiamento nas rodovias.

(Enem/2017)

clima Brasil

tabela clima

No dia em que foram colhidos os dados meteorológicos apresentados, qual fator climático foi determinante para explicar os índices de umidade relativa do ar nas regiões Nordeste e Sul?

A) Altitude, que forma barreiras naturais.
B) Vegetação, que afeta a incidência solar.
C) Massas de ar, que provocam precipitações.
D) Correntes marítimas, que atuam na troca de calor.
E) Continentalidade, que influencia na amplitude da temperatura.

(Enem/2017) O terremoto de 8,8 na escala Richter que atingiu a costa oeste do Chile, em fevereiro, provocou mudanças significativas no mapa da região. Segundo uma análise preliminar, toda a cidade de Concepción se deslocou pelo menos 3 metros para oeste. Buenos Aires moveu-se cerca de 2,5 centímetros para oeste, enquanto Santiago, mais próxima do local do evento, deslocou-se quase 30 centímetros para o oeste-sudoeste. As cidades de Valparaíso, no Chile, e Mendoza, na Argentina, também tiveram suas posições alteradas significativamente (13,4 centímetros e 8,8 centímetros, respectivamente).
Revista InfoGNSS, Curitiba, ano 6, n. 31, 2010.

No texto, destaca-se um tipo de evento geológico frequente em determinadas partes da superfície terrestre. Esses eventos estão concentrados em

A) áreas vulcânicas, onde o material magmático se eleva, formando cordilheiras.
B) faixas costeiras, onde o assoalho oceânico recebe sedimentos, provocando tsunamis.
C) estreitas faixas de intensidade sísmica, no contato das placas tectônicas, próximas a dobramentos modernos.
D) escudos cristalinos, onde as rochas são submetidas aos processos de intemperismo, com alterações bruscas de temperatura.
E) áreas de bacias sedimentares antigas, localizadas no centro das placas tectônicas, em regiões conhecidas como pontos quentes.

(Enem/2016) Segundo a Conferência de Quioto, os países centrais industrializados, responsáveis históricos pela poluição, deveriam alcançar a meta de redução de 5,2% do total de emissões segundo níveis de 1990. O nó da questão é o enorme custo desse processo, demandando mudanças radicais nas indústrias para que se adaptem rapidamente aos limites de emissão estabelecidos e adotem tecnologias energéticas limpas. A comercialização internacional de créditos de sequestro ou de redução de gases causadores do efeito estufa foi a solução encontrada para reduzir o custo global do processo. Países ou empresas que conseguirem reduzir as emissões abaixo de suas metas poderão vender este crédito para outro país ou empresa que não consiga.
BECKER,B. Amazônia: geopolítica na virada do II milênio. Rio de Janeiro: Garamond, 2009.

As posições contrárias à estratégia de compensação presente no texto relacionam-se à ideia de que ela promove

A) retração nos atuais níveis de consumo.
B) surgimento de conflito de caráter diplomático.
C) diminuição dos lucros na produção de energia.
D) desigualdade na distribuição do impacto ecológico.
E) decréscimo dos índices de desenvolvimento econômico.

(Enem/2015) Um carro esportivo e financiado pelo Japão, projetado na Itália e montado em Indiana, México e França, usando os mais avançados componentes eletrônicos, que foram inventados em Nova Jérsei e fabricados na Coreia. A campanha publicitária é desenvolvida na Inglaterra, filmada no Canadá, a edição e as cópias, feitas em Nova York para serem veiculadas no mundo todo. Teias globais disfarçam-se com o uniforme nacional que lhes for mais conveniente.
REICH, R. O trabalho das nações: preparando-nos para o capitalismo no século XXI. São Paulo: Educator, 1994 (adaptado).

A viabilidade do processo de produção ilustrado pelo texto pressupõe o uso de

A) linhas de montagem e formação de estoques.
B) empresas burocráticas e mão de obra barata.
C) controle estatal e infraestrutura consolidada.
D) organização em rede e tecnologia de informação.
E) gestão centralizada e protecionismo econômico.

(Enem/2015) O processo de concentração urbana no Brasil em determinados locais teve momentos de maior intensidade e, ao que tudo indica, atualmente passa por uma desaceleração no ritmo de crescimento populacional nos grandes centros urbanos.
BAENINGER, R. Cidades e metrópoles: a desaceleração no crescimento populacional e novos arranjos regionais. Disponível em: http://www.sbsociologia.com.br. Acesso em: 12 dez. 2012 (adaptado).

Uma causa para o processo socioespacial mencionado no texto é o(a)

A) carência de matérias-primas.
B) degradação da rede rodoviária.
C) aumento do crescimento vegetativo.
D) centralização do poder político.
E) realocação da atividade industrial.

(Enem/2019) Saudado por centenas de militantes de movimentos sociais de quarenta países, o papa Francisco encerrou no dia 09/07/2015 o 2º Encontro Mundial dos Movimentos Populares, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Segundo ele, a “globalização da esperança, que nasce dos povos e cresce entre os pobres, deve substituir esta globalização da exclusão e da indiferença”.
Disponível em: http://cartamaior.com.br. Acesso em: 15 jul. 2015 (adaptado).

No texto há uma crítica ao seguinte aspecto do mundo globalizado:

A) Liberdade política.
B) Mobilidade humana.
C) Conectividade cultural.
D) Disparidade econômica.
E) Complementaridade comercial.

(Enem/2019) O bônus demográfico é caracterizado pelo período em que, por causa da redução do número de filhos por mulher, a estrutura populacional fica favorável ao crescimento econômico. Isso acontece porque há proporcionalmente menos crianças na população, e o percentual de idosos ainda não é alto.
GOIS, A. O Globo, 5 abr. 2015 (adaptado).

A ação estatal que contribui para o aproveitamento do bônus demográfico é o estímulo à

A) atração de imigrantes.
B) elevação da carga tributária.
C) qualificação da mão de obra.
D) admissão de exilados políticos.
E) concessão de aposentadorias.

(Enem/2019) Os moradores de Utqiagvik passaram dois meses quase totalmente na escuridão Os habitantes desta pequena cidade no Alasca — o estado dos Estados Unidos mais ao norte — já estão acostumados a longas noites sem ver a luz do dia. Em 18 de novembro de 2018, seus pouco mais de 4 mil habitantes viram o último pôr do sol do ano. A oportunidade seguinte para ver a luz do dia ocorreu no dia 23 de janeiro de 2019, às 13 h 04 min (horário local).
Disponível em: http://www.bbc.com. Acesso em: 16 maio 2019 (adaptado).

O fenômeno descrito está relacionado ao fato de a cidade citada ter uma posição geográfica condicionada pela

A) continentalidade.
B) maritimidade.
C) longitude.
D) latitude.
E) altitude.

(Enem/2019) A fome não é um problema técnico, pois ela não se deve à falta de alimentos, isso porque a fome convive hoje com as condições materiais para resolvê-la.
PORTO-GONÇALVES, C. W. Geografia da riqueza, fome e meio ambiente. In: OLIVEIRA, A. U.; MARQUES, M. I. M. (Org.). O campo no século XXI: território de vida, de luta e de construção da justiça social. São Paulo: Casa Amarela; Paz e Terra, 2004 (adaptado).

O texto demonstra que o problema alimentar apresentado tem uma dimensão política por estar associado ao(à)

A) escala de produtividade regional.
B) padrão de distribuição de renda.
C) dificuldade de armazenamento de grãos.
D) crescimento da população mundial.
E) custo de escoamento dos produtos.

(ENEM/2012) Suponha que você seja um consultor e foi contratado para assessorar a implantação de uma matriz energética em um pequeno país com as seguintes características: região plana, chuvosa e com ventos constantes, dispondo de poucos recursos hídricos e sem reservatórios de combustíveis fósseis.

De acordo com as características desse país, a matriz energética de menor impacto e risco ambientais é a baseada na energia

a) dos biocombustíveis, pois tem menos impacto ambiental e maior disponibilidade.
b) solar, pelo seu baixo custo e pelas características do país favoráveis à sua implantação.
c) nuclear, por ter menos risco ambiental a ser adequada a locais com menor extensão territorial.
d) hidráulica, devido ao relevo, à extensão territorial do país e aos recursos naturais disponíveis.
e) eólica, pelas características do país e por não gerar gases do efeito estufa nem resíduos de operação.

(ENEM/2012)

Texto I

Ao se emanciparem da tutela senhorial, muitos camponeses foram desligados legalmente da antiga terra. Deveriam pagar, para adquirir propriedade ou arrendamento. Por não possuírem recursos, engrossaram a camada cada vez maior de jornaleiros e trabalhadores volantes, outros, mesmo tendo propriedade sobre um pequeno lote, suplementavam sua existência com o assalariamento esporádico.

MACHADO, P. P. Política e colonização no Império. Porto Alegre: EdUFRGS, 1999 (adaptado).

Texto II

Com a globalização da economia, ampliou-se a hegemonia do modelo de desenvolvimento agropecuário, com seus padrões tecnológicos, caracterizando o agronegócio. Essa nova face da agricultura capitalista também mudou a forma de controle e exploração da terra. Ampliou-se, assim, a ocupação de áreas agricultáveis e as fronteiras agrícolas se estenderam.

SADER, E.; JINKINGS, I. Enciclopédia Contemporânea da América Latina e do Caribe. São Paulo: Boitempo, 2006 (adaptado).

Os textos demonstram que, tanto na Europa do século XIX quanto no contexto latino-americano do século XXI, as alterações tecnológicas vivenciadas no campo interferem na vida das populações locais, pois

a) induzem os jovens ao estudo nas grandes cidades, causando o êxodo rural, uma vez que formados, não retornam à sua região de origem.
b) impulsionam as populações locais a buscar linhas de financiamento estatal com o objetivo de ampliar a agricultura familiar, garantindo sua fixação no campo.
c) ampliam o protagonismo do Estado, possibilitando a grupos econômicos ruralistas produzir e impor políticas agrícolas, ampliando o controle que tinham dos mercados.
d) aumentam a produção e a produtividade de determinadas culturas em função da intensificação da mecanização, do uso de agrotóxicos e cultivo de plantas transgênicas.
e) desorganizam o modo tradicional de vida impelindo-as à busca por melhores condições no espaço urbano ou em outros países em situações muitas vezes precárias.

(Enem/2017) Palestinos se agruparam em frente a aparelhos de televisão e telas montadas ao ar livre em Ramalah, na Cisjordânia, para acompanhar o voto da resolução que pedia o reconhecimento da chamada Palestina como um Estado observador não membro da Organização das Nações Unidas (ONU). O objetivo era esperar pelo nascimento, ao menos formal, de um Estado palestino. Depois da aprovação da resolução, centenas de pessoas foram à praça da cidade com bandeiras palestinas, pelas ruas. Aprovada com 138 votos dos 193 da Assembleia-Geral, a resolução eleva o status do Estado palestino perante a organização. Palestinos comemoram elevação de status na ONU com bandeiras e fogos.

Disponível em: http://folha.com. Acesso em: 4 dez. 2012 (adaptado).

A mencionada resolução da ONU referendou:

a) o(a) delimitação institucional das fronteiras territoriais.
b) aumento da qualidade de vida da população local.
c) implementação do tratado de paz com os israelenses.
d) apoio da comunidade internacional à demanda nacional.
e) equiparação da condição política com a dos demais países.

(ENEM/2015) A Unesco condenou a destruição da antiga capital assíria de Nimrod, no Iraque, pelo Estado Islâmico, com a agência da ONU considerando o ato como um crime de guerra. O grupo iniciou um processo de demolição em vários sítios arqueológicos em uma área reconhecida como um dos berços da civilização.

Disponível em: http://oglobo.globo.com. Acesso em: 30 mar. 2015 (adaptado).

O tipo de atentado descrito no texto tem como consequência para as populações de países como o Iraque a desestruturação do(a):

a) homogeneidade cultural
b) patrimônio histórico
c) controle ocidental
d) unidade étnica.
e) religião oficial

Casas sobre trilhos na Noruega

Os moradores de Andalsnes, na Noruega, poderiam se dar ao luxo de morar perto do trabalho nos dias úteis e sem sair da mesma casa. Bastaria achar uma vaga para estacionar o imóvel antes de curtir o novo endereço. Disponível em: http://casavogue.globo.com. Acesso em: 3 out. 2015 (adaptado).

Uma vez implementada, essa proposta afetaria a dinâmica do espaço urbano por reduzir a intensidade do seguinte processo:

a) Êxodo rural.
b) Movimento pendular.
c) Migração de retorno.
d) Deslocamento sazonal.
e) Ocupação de áreas centrais.

 

https://rachacuca.com.br/educacao/vestibular/tags/geografia/

https://exercicios.brasilescola.uol.com.br/exercicios-geografia/exercicios

1 comentário em “Banco de Questões de Geografia

  1. Pingback: ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL VISCONDE DE MAUÁ – TERCEIRO ANO/2020 – Prof. Luciano Mannarino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: