Pausas…

      Perdão se eu sou redundante, mas há algo de muito estranho acontecendo em nossas vidas.  Falo dos momentos de hiatos que deveriam ser efetivamente vividos: na pausa do almoço, na pausa dos comercias, diante do engarrafamento, na espera do médico, do intervalo das aulas, etc.

      Esses momentos são importantes para acessar nossas inquietações, nossas lembranças, enfim nossa trajetória de vida.

      A partir da reflexão desses momentos é que podemos no tornar mais:

Justos quando  percebemos que não fomos corretos.

Solidários quando percebemos a dor do próximo.

 Corajosos quando percebemos que acovardamos.

Sinceros quando percebemos o custo das nossas mentiras.

Politizados quando percebemos o preço de nossa alienação.

Felizes quando percebemos a beleza das coisas mais simples.

Enfim, mais humanos…

        Se não acessarmos essas vivências e não dermos significados para elas, passamos a ser meros espectadores das coisas e de tudo.  A vida torna-se um espetáculo onde você adquire a função de espectador passivo, inclusive francês Guy Debord já nos alertava isso no seu “A sociedade do Espetáculo”.

     E é na Sociedade do Espetáculo que programas como BBB se tornam fenômenos de audiência e pessoas como Neymar são exemplos a serem seguidos…

Use as pausas do seu dia para acessar sua vida.

Obs. Texto feito numa dessas pausas…

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s