pensamentos

JERUSALÉM E O BOLSONARO

Enquanto não toma posse, Bolsonaro e sua equipe vão acumulando declarações desastrosas no que diz respeito na nossa política externa. A mais nova é aceitar a transferência da embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém. A decisão afronta determinações da ONU que não reconhece Jerusalém como capital de Israel.
A cidade foi dividida entre Judeus e Palestinos no final da 2 Grande Guerra, mas foi integralmente tomada pelos Israelenses que agora querem ela se torne a sua verdadeira capital.  A postura brasileira reforçaria a posição judaica em não reconhecer os direitos do povo palestino que habita a região muito antes da criação do Estado de Israel.

        Em tempo, os países árabes se tornaram grandes compradores de proteínas do Brasil e costumam a se solidarizar com o drama dos palestinos.

Luciano Mannarino

0 comentário em “JERUSALÉM E O BOLSONARO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: